//

Transpetro abre licitação internacional para construção de quatro navios

peixe-post-madeirao-48x48

Transpetro abre licitação internacional para construção de quatro navios

peixe-post-madeirao

Primeira embarcação deve ser entregue em 2026

A Transpetro, subsidiária da Petrobras, anunciou nesta segunda-feira (8) a abertura de uma licitação internacional para a compra de navios da classe Handy, com capacidade entre 15 e 18 mil toneladas de porte bruto. Essas embarcações serão usadas para o transporte de produtos derivados do petróleo, como a gasolina. O resultado da licitação e a assinatura do contrato com o estaleiro vencedor estão previstos para dezembro.

Renovação e ampliação da frota

A aquisição faz parte do programa de renovação e ampliação da frota do sistema Petrobras, que inclui 16 navios de cabotagem previstos no Plano Estratégico 2024-2028. Esses novos navios terão soluções para aumentar a eficiência energética e reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

Detalhes da licitação

O edital está disponível no portal Petronect e segue o formato de licitação internacional aberta, permitindo a participação de todos os estaleiros que atendam aos critérios técnicos e econômicos. As empresas têm um prazo de 90 dias para apresentar suas propostas.

Segundo o cronograma, o primeiro navio Handy deve ser lançado no primeiro semestre de 2026, com os demais sendo entregues a cada seis meses até meados de 2028. As especificações técnicas incluem equipamentos eficientes em termos de consumo e a possibilidade de usar combustíveis alternativos, tornando as embarcações mais sustentáveis e com menor pegada de carbono, conforme as diretrizes da Organização Marítima Mundial (IMO).

Importância do investimento

Para o presidente da Transpetro, Sérgio Bacci, a abertura da licitação é um marco para a empresa e para o sistema Petrobras. “Sempre defendi o aumento de navios de bandeira brasileira nas operações de cabotagem. A licitação dos quatro navios de classe Handy é aberta e internacional, permitindo que todos os estaleiros que cumpram os requisitos técnicos e econômicos participem”, afirmou Bacci em coletiva de imprensa.

Ele destacou que esses navios serão essenciais para atender à Petrobras, reduzindo a exposição às oscilações do mercado de frete, especialmente devido à baixa disponibilidade de embarcações desse porte.

Em vídeo, a presidente da Petrobras, Magda Chambriard, ressaltou que a licitação marca o início do programa de renovação e ampliação da frota da Transpetro. “Esse programa é crucial para o sistema Petrobras e visa atender principalmente nossa demanda por transporte de produtos. Com essas novas embarcações, ficaremos menos expostos às variações de preço e reduziremos os custos com afretamento, além de reforçar nossa capacidade logística”, afirmou Magda.