Tatu com cauda lesionada aparece em residência e é resgatado pelo Corpo de Bombeiros em Vilhena, RO

peixe-post-madeirao

Tatu com cauda lesionada aparece em residência e é resgatado pelo Corpo de Bombeiros em Vilhena, RO

peixe-post-madeirao
Tatu com cauda lesionada aparece em residência e é resgatado pelo Corpo de Bombeiros em Vilhena, RO

Animal foi capturado em residência e estava com lesão na cauda. Corpo de Bombeiro faz alerta à população em caso de aparecimento de animais silvares na área urbana. Um tatu foi resgatado pela equipe do Corpo de Bombeiros em uma casa na área urbana de Vilhena (RO), no último sábado (22). De acordo com a tenente Viviani Oliveira, o animal estava com a cauda lesionada e precisou ser atendido por um médico veterinário.
O aparecimento de aninais silvestres tem sido recorrente na região e os militares alertam a população sobre os cuidados que se deve ter diante dessa situação.
Tatu é resgato pelo Corpo de Bombeiros em casa de Vilhena (RO)
Divulgação/Corpo de Bombeiros
“O animal estava em uma residência no bairro Alto Parecis. Observamos que ele estava com a cauda ferida, o que pode ter sido ocasionado por um cachorro. O tatu passará por cuidados de um profissional e depois será devolvido ao habitat natural dele”, explicou Viviani.
Cobras e capivara
Em janeiro, uma jiboia, uma cobra preta e uma capivara foram encontradas em bairros residenciais de Vilhena (RO).
A serpente, que mede aproximadamente 1,10 m, estava enrolada e escondida na parte de baixo da máquina de lavar da residência de uma família. A cobra preta também foi encontrada em baixo da máquina de lavar roupas.
A capivara foi encontrada passeando em uma rua no centro da cidade. Os militares do Corpo de Bombeiros fizeram a captura e encaminharam o animal à Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma).
Alerta
A tenente Viviani alerta à população para que, caso um animal selvagem seja encontrado na área urbana, o Corpo de Bombeiros, a Polícia Ambiental ou Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) devem ser acionados para fazer o resgate e a soltura em local adequado.
Veja outras notícias de Rondônia