Educadores físicos e veterinários recebem a vacina contra Covid

peixe-post-madeirao

Educadores físicos e veterinários recebem a vacina contra Covid

peixe-post-madeirao
Vacinação contra Covid-19 para idosos de 64 anos acontece em Ariquemes nesta terça-feira (13)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), inicia, neste sábado (17), a imunização de educadores físicos e médicos veterinários contra o novo coronavírus (Covid-19). A lista com o nome dos profissionais está disponível no Portal da Transparência, no site da Prefeitura de Ji-Paraná.

A ação será realizada na Divisão de Imunização da Semusa, localizada na rua Manoel Franco, esquina com a rua Barão do Rio Branco (T-16), das 8h às 11h30.  Será necessária a apresentação de documento pessoal com foto, como RG ou CNH.

No mesmo dia, também ocorre a imunização de profissionais de Saúde do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e de clínicas e laboratórios particulares. A vacinação de educadores físicos e veterinários faz parte dos grupos prioritários estipulados pelo Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde.

O nome dos profissionais que serão imunizados está disponível no Portal da Transparência, no site da Prefeitura de Ji-Paraná (ji-parana.ro.gov.br), na aba “Publicações”. A lista dos veterinários e educadores físicos que serão vacinados foi desenvolvida pelos respectivos conselhos profissionais.

Desde o ano de 2017, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) reconhece os educadores físicos como profissionais da Saúde, considerando, entre outros aspectos, a importância das ações interdisciplinares.

O diretor da Divisão de Imunização da Semusa, Willian Mendes Codeço, explicou que o PNI preconiza a imunização de todos os profissionais de Saúde que estão atuando e auxiliando direta ou indiretamente no combate à Covid-19.

“Vamos realizar essa nova etapa, imunizando os educadores físicos e médicos veterinários. Finalizando este público, vamos identificar os profissionais que ainda não receberam a primeira dose, como fisioterapeutas, nutricionistas e médicos, para que todos possam ser vacinados”, detalhou o diretor.