Vacinas contra Covid-19 devem começar a ser oferecidas nos postos de saúde de Porto Velho

peixe-post-madeirao

Vacinas contra Covid-19 devem começar a ser oferecidas nos postos de saúde de Porto Velho

peixe-post-madeirao
Vacinas contra Covid-19 devem começar a ser oferecidas nos postos de saúde de Porto Velho

Mais de 100 mil pessoas ainda não tomaram a 1ª dose na capital. Mudança para os postos de saúde deve acontecer nas próximas semanas. Vacina contra Covid-19
Armando Junior/Rede Amazônica
O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), anunciou que a partir da próxima semana a vacinação contra a Covid-19 começa a ser descentralizada na capital. O objetivo é se aproximar cada vez mais do público.
Segundo o prefeito, a imunização deve começar a ser oferecida nos postos de saúde de cada bairro, com foco na aplicação da segunda dose. Cerca de 100 mil pessoas devem receber a 2ª aplicação nos próximos 30 dias.
Hildon ressalta que a prefeitura busca completar a imunização dos portovelhenses, como forma de mitigar os perigos causados pela variante delta que foi identificada em estados vizinhos.
Recentemente o secretário estadual de saúde, Fernando Máximo, anunciou a instalação de barreiras sanitárias para evitar a entrada da cepa no estado.
Dados da vacinação
A gerente de imunização de Porto Velho, Elizeth Gomes, ressalta que apesar da vacinação ter acelerado um pouco nos últimos dias, ainda existem mais de 100 mil pessoas que não tomaram nenhuma dose.
“A gente chama a atenção dessas pessoas porque a variante delta está aí e a gente precisa estar com o maior número de pessoas vacinadas”, alerta.
VÍDEOS: veja mais notícias de Rondônia