Vacinas contra covid-19 chegam em Vilhena, dois vilhenenses já foram vacinados

peixe-post-madeirao

Vacinas contra covid-19 chegam em Vilhena, dois vilhenenses já foram vacinados

peixe-post-madeirao
vacinas covid (13)

“Sonho, esperança, salvação”. Com estas palavras, as autoridades municipais e estaduais definiram a entrega das primeiras doses da vacina contra a covid-19 à Prefeitura de Vilhena na manhã desta segunda-feira. Em cerimônia no aeroporto, o governador Marcos Rocha entregou as 2.040 primeiras doses, distribuídas pelo Ministério da Saúde, para o prefeito Eduardo Japonês, que determinou o início da vacinação imediatamente.

“Agradecemos ao presidente Jair Bolsonaro, ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e também a todos os envolvidos nesta batalha contra a covid-19. Outras doses do Governo Federal serão trazidas pelo Ministério da Saúde. Conseguimos um aumento de 50% no número de doses que viriam a Rondônia e isso é o início da cura, em nome de Jesus, para que comecemos a voltar a viver em paz e nos ver livres dessa doença terrível. Enquanto isso, precisamos continuar com as medidas sanitárias individuais e coletivas para cuidar das pessoas que amamos”, garantiu o governador Marcos Rocha.

Na cerimônia estiveram também o secretário de Estado de Saúde, Fernando Máximo, a vice-prefeita Patrícia da Glória, o secretário municipal de Saúde, Afonso Emerick, os vereadores Dhonatan Pagani, Samir Ali, Ademir Alves, Wilson Tabalipa e Nica Cabo João, bem como a promotora de Justiça Yara Travalon, a deputada estadual Rosângela Donadon, o secretário regional do Governo, Nilton Cordeiro e o secretário de Estado de Agricultura Evandro Padovani.

“É um momento histórico para Vilhena. Afinal, quantos países ainda estão esperando vacinas e nós já temos o imunizante para poder acabar com essa guerra. Quero passar pra população que a vacina não está disponível para compra. Dependemos do Ministério da Saúde enviar para os Estados para que eles nos enviem. Mas, gostaria de pedir para a população manter os protocolos de segurança, pois é a prevenção de cada um que vai acabar com a pandemia. Vamos ter consciência, gente!”, conta o prefeito Eduardo Japonês.

PRIMEIROS VACINADOS – Os dois primeiros vilhenenses imunizados receberam as vacinas na cerimônia. Rosângela dos Santos, de 52 anos, técnica de enfermagem que atendeu o primeiro paciente com suspeita de covid-19 em Vilhena foi a primeira pessoa a receber a vacina. O segundo a ser vacinado foi o cacique Paulo Eduardo Mamaindê, também de 52 anos, que foi escolhido por ser de aldeia dentro da área de Saúde da Funai/Sesai vilhenense que não tem nenhum caso suspeito ou confirmado da doença.

Neste primeiro carregamento Vilhena recebe 2.040 doses, que serão suficientes para vacinar 1.020 pessoas, visto que cada pessoa precisa tomar duas doses. A primeira etapa vai contemplar os profissionais de Saúde e indígenas. Com a chegada de mais vacinas, serão imunizados posteriormente, ainda na primeira fase dos grupos prioritários: pessoas de 80 anos ou mais, pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas e pessoas de 75 a 79 anos.

“Pode demorar vários meses até que consigamos vacinar todos os vilhenenses, por isso, enquanto não tivermos a imunidade coletiva precisaremos continuar com nossos cuidados diários para evitar que transmitamos o vírus para quem ainda não foi vacinado. Além disso, são necessárias duas doses e somente algumas semanas após a segunda dose é que a pessoa está totalmente protegida. Portanto, os cuidados precisam continuar. Contamos com a colaboração de todos!”, conclui o secretário municipal de Saúde, Afonso Emerick.