Vacinação contra a gripe começa nesta segunda em Porto Velho

peixe-post-madeirao

Vacinação contra a gripe começa nesta segunda em Porto Velho

peixe-post-madeirao
Vacinação contra a gripe começa nesta segunda em Porto Velho


Nesta primeira etapa, serão vacinadas crianças de seis meses a menores de dois anos, gestantes, puérperas, povos indígenas e profissionais da saúde. A vacinação contra a gripe tem início em Porto Velho nesta segunda-feira (12). Nesta etapa, serão vacinadas crianças de 6 meses a menores de 2 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas e profissionais da saúde.
A vacina protege contra as influenzas A (H1N1), A (H3N2) e B, mas não contra o novo coronavírus
Andrea Rego Barros/Prefeitura do Recife
Segundo a prefeitura, 17.610 doses foram destinadas à capital. A imunização será realizada nas unidades de saúde municipais no período da manhã, já que na parte da tarde, o atendimento será destinado ao atendimentos de Covid-19.
A prefeitura explicou que, “conforme o calendário do Ministério da Saúde (MS), o grupo de crianças contempla crianças de 6 meses até as menores de 6 anos. A vacinação começará com as crianças de seis meses até as menores de 2 anos e depois será estendida para as outras faixas etárias, até chegar aos 6 anos de idade. Os demais grupos preconizados pelo MS serão atendidos posteriormente, os chamamentos serão feitos pelos canais oficiais da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).”
A vacina protege contra três tipos de vírus: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2), mas não contra o novo coronavírus.
Apesar da vacina contra a gripe não ter eficácia contra o novo coronavírus, a imunização vai ajudar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para Covid-19, já que alguns dos sintomas são parecidos com os da gripe.
Documentos necessários
Para tomar a vacina, é preciso levar um documento de identificação e, caso seja possível, a carteira de vacinação e o cartão SUS.
E a vacina contra a Covid-19?
‘Recomenda-se um espaço de 14 dias entre as vacinas contra Covid e influenza’, afirma epidemiologista
A campanha contra a gripe coincide com a imunização contra a Covid-19. O Ministério da Saúde não recomenda a aplicação das duas vacinas simultaneamente, devido à falta de estudos sobre a coadministração dos imunizantes, e a orientação é priorizar a vacinação contra o novo coronavírus.
O governo federal recomenda que as pessoas que fazem parte do grupo prioritário tomem primeiro a vacina contra a Covid-19 e depois a vacina contra a gripe, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre elas (veja vídeo acima).
Veja mais notícias de Rondônia