PF faz operação contra servidor que movimentou R$ 1 milhão vendendo diamantes de terras indígenas em RO

peixe-post-madeirao

PF faz operação contra servidor que movimentou R$ 1 milhão vendendo diamantes de terras indígenas em RO

peixe-post-madeirao
PF faz operação contra servidor que movimentou R$ 1 milhão vendendo diamantes de terras indígenas em RO

Operação Green Diamond cumpre um mandado de busca contra o servidor aposentado em Rondônia. Diamantes que o servidor público estadual ajudou a intermediar no comércio clandestino
PF/Divulgação
Um servidor público estadual aposentado foi alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) nesta quarta-feira (22) em Rondônia. Segundo investigação da operação Green Diamond, ele é suspeito de comercializar diamantes de terras indígenas e, em menos de um ano, conseguiu movimentar R$ 1 milhão.
Um mandado de busca e apreensão é cumprido contra o servidor aposentado na cidade de Cacoal (RO), mas o nome dele não foi divulgado.
Agente cumpre mandado de busca na casa de servidor aposentado em RO
PF/Divulgação
Segundo a PF, as investigações contra o servidor começaram em 2019, após três pessoas serem presas em posse de diamantes.
Foi descoberto que esse trio esteve em Rondônia apenas com a finalidade de adquirir e depois revender as pedras de diamantes em outros estados.
À época, a investigação revelou que o grupo criminoso movimentou grande quantidade de dinheiro, proveniente das negociações dos diamantes comercializados de forma clandestina.
O servidor estadual aposentado investigado era o responsável por fazer a intermediação entre os compradores e vendedores de diamantes. Em menos de um ano, o suspeito chegou a movimentar R$ 1 milhão com a venda das pedras.
O mandado de busca cumprido nesta quarta-feira foi autorizado pela 3ª Vara Federal Criminal especializada em crimes financeiros, lavagem de capitais e organizações criminosas da Seção Judiciária do Estado de Rondônia.
LEIA TAMBÉM

OUÇA: Gravação mostra garimpeiros negociando diamantes por US$ 5 milhões
Operação da PF mira exploração ilegal de diamantes em terras indígenas em RO
Durante o cumprimento do mandado em Cacoal, a PF encontrou armas e munição na casa do servidor público. O material foi apreendido.
O nome da operação, Green Diamond, faz referência ao diamante verde negociado pela associação criminosa no início das investigações.
Operação Green Diamond: Armas são apreendidas na casa do suspeito em Cacoal
PF/Reprodução