MP recomenda que Vilhena, RO, tome providência em relação a leitos de UTI Covid lotados

peixe-post-madeirao

MP recomenda que Vilhena, RO, tome providência em relação a leitos de UTI Covid lotados

peixe-post-madeirao
MP recomenda que Vilhena, RO, tome providência em relação a leitos de UTI Covid lotados


Segundo o último relatório do Governo de Rondônia, o Município tinha ocupação de 100% dos leitos de UTI custeados pelo Estado. Ministério Público em Vilhena, RO
Flávio Godoi/G1
O Ministério Público de Rondônia (MP-RO) recomendou que o Município de Vilhena adote medidas para garantir vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aos pacientes com Covid-19. A recomendação deve ser cumprida em caráter de urgência.
Também foi solicitado que o município adote medidas mais restritivas de enfrentamento à Covid-19, como fiscalizações efetivas nos estabelecimentos comerciais, podendo ser feita autuação em caso de descumprimento do decreto de distanciamento social.
Segundo o MP, a medida pretende frear o aumento abrupto de casos da doença. O Município deve enviar um relatório informando quais medidas foram tomadas para atender à recomendação. A prefeitura foi procurada pelo G1, mas ainda não se manifestou sobre o caso.
Cenário da Covid-19 em Vilhena
De acordo com o último Relatório de Ações divulgado pelo Governo de Rondônia, os leitos públicos municipais em Vilhena, no Hospital Municipal Adamastor Teixeira de Oliveira, estão com ocupação de 66,7%. Já os leitos custeados pelo Estado alcançaram ocupação total.
Nas últimas 24 horas, 143 pessoas foram diagnosticadas com Covid-19 no município, ficando atrás apenas de Porto Velho. A taxa de letalidade na cidade é de 1,91%.
Vilhena também recebe pacientes dos municípios de Cabixi, Cerejeiras, Chupinguaia, Colorado do Oeste, Corumbiara e Pimenteiras do Oeste.
Veja mais notícias de Rondônia