Mil bandas de peixe são vendidas no Festival do Tambaqui da Amazônia

peixe-post-madeirao

Mil bandas de peixe são vendidas no Festival do Tambaqui da Amazônia

peixe-post-madeirao
FESTIVAL TAMBAQUI (5)

Cerca de mil bandas de peixe foram vendidas na segunda edição do Festival do Tambaqui da Amazônia, em Ji-Paraná. O evento aconteceu neste domingo (19), no Ginásio Poliesportivo Gerivaldo José de Souza (Gerivaldão), com a venda e o atendimento funcionando em sistema de drive-thru.

O evento é realizado pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), em parceria com o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), da Superintendência de Estado de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi) e da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

Em Ji-Paraná, o evento também contou com o apoio da Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária (Semagri), do escritório regional da Emater em Ji-Paraná e da Câmara Municipal de Ji-Paraná.

“Uma ação como essa é boa para o Estado e excelente para nosso Município. Temos muitos produtores investindo na piscicultura, que já tem um mercado promissor. Um evento como esse torna-se uma grande vitrine para o Brasil conhecer nossa piscicultura e outras riquezas do agronegócio”, afirmou o presidente da CMJP, Welinton Fonseca (MDB), representando Prefeito Isaú Fonseca (MDB) e os demais vereadores da Casa de Leis de Ji-Paraná.

Produtores

A participação do Município no festival foi incentivada pelo Prefeito Isaú Fonseca, por compreender a importância do evento para o Estado de Rondônia, em especial aos pequenos produtores rurais de Ji-Paraná.

O festival foi realizado, simultaneamente, em 30 municípios rondonienses, nas 26 capitais estaduais e no Distrito Federal. Em Ji-Paraná, mais de 60 profissionais estavam envolvidos na organização do evento e as equipes chegaram ao Gerivaldão por volta das 4 horas da manhã, antes mesmo do sol nascer.

“Para evitar a fila, eu cheguei bem cedo, assim que começaram a entregar os tambaquis assados. A fila andou muito rápido e estava tudo muito bem organizado, fiquei pouco tempo esperando e fui para casa com o almoço de domingo garantido”, destacou o auxiliar administrativo Pedro Fernandes.

O valor arrecadado com a venda das bandas de tambaqui será revertido para instituições como a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), o Hospital Santa Marcelina, Hospital de Amor Amazônia e outras entidades.

Repasse

 “Nós da Apae, que atendemos mais de 260 alunos, estamos muito felizes com essa parceria com o Governo de Rondônia e Prefeitura de Ji-Paraná, em contemplar nossa entidade com esse repasse. Recursos que vêm em momento muito oportuno, possibilitando um atendimento digno e humanizado na nossa instituição”, agradeceu a secretária da Apae, Vanessa Alvarenga.

Para obter uma abrangência nacional, o Festival do Tambaqui da Amazônia também contou com a parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Rondônia (Sebrae-RO), Lions Club, Zaltana Pescados, Associação de Criadores de Peixes do Estado de Rondônia (Acripar), Agrofish Nova Aurora, Agroindústria Rodrigues, Pescados do Vale, Rondofish e da WS Pescados.