‘Meu medo é que meu pai mate minha mãe’, conta criança de RO em carta ao Papai Noel dos Correios

peixe-post-madeirao

‘Meu medo é que meu pai mate minha mãe’, conta criança de RO em carta ao Papai Noel dos Correios

peixe-post-madeirao
'Meu medo é que meu pai mate minha mãe', conta criança de RO em carta ao Papai Noel dos Correios

Na cartinha, o menino também diz que quer ser policial e que gostaria de ganhar uma carreta de brinquedo no Natal. Conselho Tutelar de Rolim de Moura informou que já está atendendo a criança. “Meu medo é que meu pai mate minha mãe”. Essa frase foi escrita por uma criança de 11 anos em uma carta direcionada ao Papai Noel. O menino, morador de Rolim de Moura (RO), também comenta que quer ser um policial quando crescer.
“Meu medo é que meu pai mate minha mãe”, conta criança em carta ao Papai Noel em Rondônia
Reprodução/Blog do Noel
A cartinha foi encontrada pela reportagem do g1 no site da campanha Papai Noel dos Correios, realizada anualmente pela empresa. Na ação, crianças em situação de vulnerabilidade social fazem pedidos ao Papai Noel e a população pode adotar as cartinhas para presentear os pequenos.
Em Rondônia, mais de 4,5 mil solicitações foram feitas e, dessas, mais de 3,2 mil atendidas. No caso do menino de Rolim de Moura, de 11 anos, o pedido é simples: uma carreta de brinquedo. O inesperado, é que a criança releva ter medo que o pai mate sua mãe.
Ao g1 os Correios informou que casos como este, classificados com “teor de denúncia”, são encaminhados aos conselhos tutelares estaduais e municipais, onde são tomadas as providências cabíveis.
“Meu medo é que meu pai mate minha mãe”, conta criança em carta ao Papai Noel em Rondônia
Reprodução/Blog do Noel
O Conselho Tutelar de Rolim de Moura também comunicou que, assim que tomou conhecimento da denúncia através do g1, foi em busca de informações sobre a família. O órgão diz que descobriu que a criança já é atendida há um tempo na unidade e pelo Centro Referência Especializado da Assistência Social (Creas). O motivo não foi revelado.
De acordo com o Conselho, o Creas já foi acionado sobre o caso atual para que sejam tomadas as providências que a situação requer. A carta não está mais disponível no site Papai Noel dos Correios porque já foi adotada.
VÍDEOS: veja mais notícias de Rondônia