Justiça aceita denúncia do MP-RO e pai de menina que pediu socorro em prova vira réu por violência doméstica

peixe-post-madeirao

Justiça aceita denúncia do MP-RO e pai de menina que pediu socorro em prova vira réu por violência doméstica

peixe-post-madeirao
Justiça aceita denúncia do MP-RO e pai de menina que pediu socorro em prova vira réu por violência doméstica

Em prova escolar, menina revelou que sua mãe era vítima de violência doméstica. Réu foi preso após caso chegar ao conhecimento da polícia e caso viralizar. Recado de criança em prova foi peça principal para abertura de inquérito policial, em RO
Arquivo
A Justiça de Machadinho D’Oeste (RO) aceitou a denúncia do Ministério Público de Rondônia (MP-RO) contra o pai da menina de 13 anos que escreveu um pedido de socorro na prova escolar para denunciar que sua mãe era vítima de violência doméstica. A partir de agora, o homem passa a ser réu e responderá por violência doméstica.
“Por favor, me ajuda. Meu pai bate na minha mãe, chama pra mim a polícia”, dizia o recado deixado na prova para a professora.
A denúncia contra o pai da criança foi enviada pelo MP-RO nesta semana e aceita pelo pelo judiciário nesta sexta-feira (10). O processo, com classe de ação penal de lesão corporal decorrente de violência doméstica contra a mulher, segue em segredo de justiça.
O agressor teve a prisão preventiva cumprida no último sábado (4). Ele foi encontrado no sítio da mãe dele no município de Vale do Anari (RO) e, após a prisão, o réu foi conduzido à Casa Detenção de Machadinho D’Oeste, que fica a cerca de 55 km de distância.
A mulher resgatada da casa do suspeito segue amparada em casa de familiares. Desde o início da investigação foi solicitado medida protetiva de urgência em favor da vítima, proibindo o suspeito de se aproximar também das testemunhas.
Dos filhos do casal, três são meninas, sendo uma de 16 anos, outra 14 e a de 13 anos, que escreveu o recado na prova, e também um menino de 8 anos, estão abrigados no Conselho Tutelar.
‘Meu pai bate na minha mãe’: menina escreve pedido de socorro em prova em RO; Entenda
Denúncia em prova escolar
A menina de 13 anos, filha do casal, foi quem escreveu o pedido de socorro na prova da escola em novembro, onde dizia que a mãe sofria violência física por parte do marido, em Vale do Anari.
Após a foto com o recado viralizar nas redes sociais no início de dezembro, o caso foi encaminhado para a polícia de Machadinho D’Oeste.
Caso ocorreu na cidade de cidade de Vale do Anari
Prefeitura de Vale do Anari/Divulgação
André Kondageski, delegado responsável pela investigação, explicou que encaminhou uma equipe da Polícia Civil ao endereço que a menina escreveu na prova.
Ao chegar na residência, foi preciso paciência e poder de convencimento para que a mulher fosse retirada do ambiente de violência doméstica. Depois de ser ouvida na delegacia, ela foi amparada na casa de parentes.
De acordo com o delegado, as agressões psicológicas e físicas contra a mulher começaram quando o casal ainda morava no Pará. O agressor teria começado a culpar a mulher por conta da morte do primeiro filho deles.
As crianças contaram à polícia que após uma delas ser agredida pelo pai, todas foram expulsas de casa.
Sem ter para onde ir, os filhos pediram ajuda a funcionários de uma rádio no Vale do Anari. Na sequência, foram encaminhadas ao Conselho Tutelar.