Guajará-Mirim, RO, suspende vacinação de adolescentes após orientação do Ministério da Saúde

peixe-post-madeirao

Guajará-Mirim, RO, suspende vacinação de adolescentes após orientação do Ministério da Saúde

peixe-post-madeirao
Guajará-Mirim, RO, suspende vacinação de adolescentes após orientação do Ministério da Saúde

Adolescentes ainda não fazem parte do Plano Nacional de Imunização (PNI). Guajará foi a primeira cidade a imunizar menores de idade sem comorbidades. Vacinação de adolescentes será suspensa em Guajará-Mirim
Tiago Philip / Divulgação
Guajará-Mirim, a primeira cidade de Rondônia a imunizar adolescentes sem comorbidades, informou ao G1 que não pretende prosseguir com a vacinação do grupo após o Ministério da Saúde orientar que os municípios sigam rigorosamente o Plano Nacional de Imunização (PNI).
O comunicado, assinado na terça-feira (28) juntamente com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), indica que o descumprimento do PNI está sujeito à “pena de responsabilidade futura”.
O G1 questionou o Ministério da Saúde sobre quais seriam essas penalizações possíveis, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.
Ainda de acordo com o documento, os adolescentes de 12 a 17 anos devem ser incluídos no PNI somente quando toda a população adulta tiver recebido ao menos uma aplicação. Serão priorizados os adolescentes com comorbidades.
Ministério da Saúde orienta que municípios sigam rigorosamente o Plano Nacional de Imunização (PNI).
Reprodução
Imunização em Guajará
A vacinação em Guajará-Mirim é uma das mais avançadas em Rondônia em relação às faixa etárias liberadas. Foi o primeiro município a vacinar as faixas de 20 e 18 anos. Na última semana, adolescentes de 16 e 17 também começaram a ser vacinados, mesmo sem fazer parte do PNI.
À Rede Amazônica, a gerência de imunização do município informou que a decisão foi tomada porque a grande maioria dos grupos prioritários já foram completamente imunizada – com as duas doses.
O Município ainda ressalta que, a partir do momento que a vacina chega ao município, é de responsabilidade própria decidir como será feita a vacinação e que é necessário avançar com a imunização de aproximadamente 1,4 mil adolescentes que fazem parte do grupo 16 anos ou mais, uma vez que o próprio governo federal determinou o retorno das aulas presenciais.
Até esta quarta-feira (28), 47% da população de fronteira foi imunizada com a 1ª dose, 14,8% com a 2ª e 2,1% com dose única, de acordo com dados da Rede Nacional de Dados em Saúde. Atualmente apenas pessoas com 18 anos ou mais são vacinadas em Guajará-Mirim.
Ministério da Saúde pede que municípios sigam rigorosamente Plano Nacional de Imunização
Vacinação em Cacoal
Dia 14 de junho, adolescentes com mais de 12 anos com comorbidades começaram a ser vacinados em Cacoal. O município foi o primeiro do estado a imunizar moradores menores de idade.
O G1 questionou se a cidade deve acatar a orientação do Ministério da Saúde, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.
Veja mais notícias de Rondônia