Deputados de RO arquivam representações contra Lebrão, filmado com dinheiro no saco de lixo

peixe-post-madeirao

Deputados de RO arquivam representações contra Lebrão, filmado com dinheiro no saco de lixo

peixe-post-madeirao
Deputados de RO arquivam representações contra Lebrão, filmado com dinheiro no saco de lixo


Segundo os parlamentares, o processo contra Lebrão é investigado pela Justiça, que ainda não decidiu sobre o caso. Deputado Lebrão aparece em vídeo do ano passado recebendo dinheiro que seria de propina
PF/Divulgação
Os deputados estaduais de Rondônia arquivaram, nesta semana, as representações no Conselho de Ética contra o parlamentar José Eurípedes Clemente, o Lebrão (MDB). Os pedidos protocolados na Assembleia Legislativa (ALE) foram feitos depois de Lebrão ser filmado guardando suposto dinheiro de propina em uma sacola de lixo, em setembro do ano passado.
O relator do processo, deputado Edson Martins, do mesmo partido de Lebrão, afirmou em entrevista na rádio CBN que seguiu o parecer da Advogacia-Geral da casa emitido em 2020, onde diz que, “para uma denúncia ser admitida contra qualquer parlamentar, tem que ser realizada por um deputado ou por um partido politico que tenha cadeira no parlamento”.
Segundo os parlamentares, o processo contra Lebrão é investigado pela Justiça, que ainda não decidiu sobre o caso.
As representações feitas na ALE defendem que houve quebra de decoro parlamentar quando Lebrão foi flagrado colocando propina em um saco de lixo, no ano passado, durante as investigações da Operação Reciclagem, da Polícia Federal.
Após a decisão, o presidente da Comissão de Ética na Assembleia Legislativa, o deputado Jhony Paixão, disse que “não emitiu parecer e nem absolveu ninguém e apenas presidiu a comissão”.
A defesa do deputado Lebrão disse à Rede Amazônica que a “ilegitimidade do representante era patente. É regra constitucional”.
Filmagem e investigação
Um endereço do deputado Lebrão foi alvo de mandado de busca e apreensão durante uma operação da PF feita em setembro de 2020.
A época, o parlamentar foi investigado pela PF depois de ser filmado recebendo dinheiro de propina (assista aqui).
O gabinete do deputado da ALE não foi alvo do mandado de busca e apreensão, pois a justiça entendeu que o esquema revelado na operação não tem ligação com a atividade parlamentar de Lebrão.
‘As imagens são revoltantes’, disse desembargador em decisão judicial
Na operação Reciclagem, a filha de Lebrão acabou sendo presa após ser filmada também recebendo suposto dinheiro de propina.
Quatro prefeitos e ex-deputado de RO são presos pela PF em operação
Veja mais notícias de Rondônia