Avenidas de Vilhena são contempladas com iluminação de LED

peixe-post-madeirao

Avenidas de Vilhena são contempladas com iluminação de LED

peixe-post-madeirao
Vilhena Iluminação LED (2)

Em andamento desde o ano passado, a renovação da iluminação pública de Vilhena pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) com instalação de lâmpadas de LED nas principais avenidas de Vilhena já contemplou a Major Amarante, a Tancredo Neves, a Curitiba, e a Presidente Nasser, bem como o trecho que liga a BR-174 até o aeroporto. O projeto é fruto de convênio com a JBS Friboi. Nos próximos meses, novas avenidas serão contempladas com LED, que é mais econômico, eficiente e durável.

“Como é bom passar por essas avenidas e observá-las mais iluminadas. Agora com LED nestas avenidas, economizamos recursos para o município, pois elas consomem até 70% menos energia que as tradicionais. Além disso, a durabilidade é quatro vezes maior, sem contar a menor frequência de manutenção. São lâmpadas de um ótimo custo-benefício”, aponta Eduardo Japonês, prefeito de Vilhena.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), após a conclusão do projeto, serão 17 ruas e avenidas do município com lâmpadas de LED, com aproximadamente 1.619 novas lâmpadas instaladas, além de praças e outras áreas públicas.

“Já concluímos algumas avenidas. Nossa cidade fica mais bela desta maneira e mais iluminada. A equipe da Semosp está focada em finalizar o projeto e a previsão é que tudo esteja feito ainda em 2021”, explica o secretário municipal de Obras, Carlos Schramm, popularmente conhecido como “Kalu”.

Planejamento

Além das avenidas que já contam com o LED, outras avenidas que estão no planejamento para receber a iluminação nova são: José do Patrocínio, Capitão Castro, Rondônia, Perimetral/Linha 135, Marques Henrique, Brigadeiro Eduardo Gomes, Jô Sato e as ruas 916, 7601, 7605.

Dayvit Faca, servidor responsável pelo setor de elétrica da Semosp, fala sobre a economia e a durabilidade destas novas lâmpadas. “As antigas, amarelas, consumiam cerca de 400 watts cada. Nestas novas, o consumo é bem menor. Utilizo de exemplo os postes que têm quatro lâmpadas cada, com as amarelas: o consumo era de cerca de 1.600 watts por poste. Agora, com as de LED, com a mesma capacidade de iluminação, o consumo é de 120 watts/ lâmpada, que dá 480 watts/poste. São lâmpadas mais potentes, que duram muito mais”, explica Dayvit.