Após década de impasse sobre rodoviária de Porto Velho, prefeitura e governo fecham acordo para construir novo terminal

peixe-post-madeirao

Após década de impasse sobre rodoviária de Porto Velho, prefeitura e governo fecham acordo para construir novo terminal

peixe-post-madeirao
Após década de impasse sobre rodoviária de Porto Velho, prefeitura e governo fecham acordo para construir novo terminal


Concessão da rodoviária, que atualmente é de responsabilidade do estado, será transferida para o município. Impasse sobre terreno e prédio já dura há vários anos. Estado e município dizem que vão construir nova rodoviária da capital
Reprodução/TVRO
Após uma década de impasse sobre a questão a responsabilidade da administração da rodoviária de Porto Velho, o governo de Rondônia e a prefeitura da capital anunciaram nesta semana uma parceria sobre a construção do novo terminal.
O governador Marcos Rocha (sem partido) e o prefeito Hildon Chaves (PSDB) definiram que o estado passará a concessão da rodoviária ao município. A obra será feita em parceria, mas a administração da rodoviária passará a ser da prefeitura.
O recurso utilizado será através de uma emenda de R$ 10 milhões da deputada federal Mariana Carvalho (PSDB), juntamente com verbas municipais e estaduais.
Com relação ao local de construção, a área utilizada seria a mesma onde se encontra a rodoviária atual.
O G1 questionou a prefeitura sobre previsão de custo total e previsão para início da construção, mas não obteve retorno até o fechamento da reportagem.
Linha do tempo
Uma lei complementar de 2007 determinou que a responsabilidade da rodoviária de Porto Velho passaria a ser do governo do estado. Após isso, a área da rodoviária entrou em disputa.
Em 2012, o estado chegou abrir uma licitação para construir uma nova rodoviária no atual terreno, porém o processo foi suspenso porque o Tribunal de Contas do Estado (TCE) encontrou irregularidades no processo.
No mesmo ano, a prefeitura investiu R$ 9 milhões e deu início a construção de um novo prédio da rodoviária, que acabou não seguindo após a Operação Vórtice encontrar irregularidades.
Nova rodoviária começou a ser construída em 2012
Ivanete Damasceno/Arquivo/G1 RO
Já em 2013, por causa do impasse sobre, o município começou a debater sobre a possibilidade da construção de um outro terminal em endereço diferente, já que terreno da rodoviária pertence ao estado.
Ainda em 2013, a prefeitura enviou um ofício ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER) solicitando que o governo estadual assumisse a responsabilidade da rodoviária, o que não ocorreu. Teoricamente, o município não tinha mais o encargo sobre os cuidados do espaço (relembre abaixo).
Responsabilidade da rodoviária de Porto Velho é motivo de impasse entre estado e prefeitura
Em 2016, o governo de Rondônia chegou a decretar a desapropriação do terreno onde seria construída a nova rodoviária de Porto Velho.
Usuários reclamam de infraestrutura da rodoviária de Porto Velho
Em 2017, o DER-RO chegou anunciar que ia repassar R$ 50 milhões para construir a nova rodoviária, ‘assim que os termos estabelecidos no convênio forem cumpridos’.
LEIA TAMBÉM:
Obra da rodoviária de Porto Velho é suspensa pela Operação Vórtice
Construção de um segundo terminal rodoviário entra em discussão
DER-RO anuncia que vai passar R$ 50 milhões para construir a nova rodoviária
Rodoviária de Porto Velho não é de encargo do município, diz Semtran