Aos 77 anos, mulher escreve livro durante internação por Covid e inspira bisneta de 10 anos a ser escritora, em RO

peixe-post-madeirao

Aos 77 anos, mulher escreve livro durante internação por Covid e inspira bisneta de 10 anos a ser escritora, em RO

peixe-post-madeirao
Aos 77 anos, mulher escreve livro durante internação por Covid e inspira bisneta de 10 anos a ser escritora, em RO

Ana Beatriz se empolgou com o livro da bisavó e iniciou a própria obra. Em pouco tempo, a família ganhou duas escritoras. Aos 77 anos, mulher escreve livro e inspira bisneta a ser escritora
Gustavo Luz/Rede Amazônica
Antônia Alves é a prova de que nunca é tarde para realizar sonhos. Aos 77 anos, ela escreveu um livro enquanto estava internada com Covid-19, em Porto Velho (RO) e serviu de inspiração para a bisneta Ana Beatriz, ou Bia como é carinhosamente chamada, de 10 anos. Em pouco tempo, a família ganhou duas escritoras.
Em entrevista à Rede Amazônica, Antônia conta que sempre quis escrever um livro, mas nunca tinha tempo. Começou a trabalhar muito cedo, desde os 13 anos, e depois estava também cuidando da família.
Antônia realizou o sonho de escrever um livro aos 77 anos
Redes Sociais/Reprodução
Ponto de partida
Quando foi internada em junho de 2020 com Covid-19, a bisavó da Bia decidiu que já havia adiado demais o sonho e começou a escrever pelo celular mesmo. Ela ficou 18 dias internada, oito deles na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
“Eu tenho muita fé, sei que deus coloca tudo na hora certa. Então eu sei que isso foi uma prova de vida”, disse.
Após tantos anos de espera, a obra intitulada de Retalhos da Vida de uma Professora ficou pronta em três meses. Os textos contam um pouco sobre as gerações da família, desde os avós de Antônia, até a vida que ela construiu ao lado do marido José Anastácio, de 80 anos.
Aos 77 anos, mulher escreve livro e inspira a bisneta a ser escritora
Gustavo Luz
Inspiração
Ao fim, quando viu o sonho materializado em suas mãos, Antônia se sentiu extremamente realizada. Ela só não esperava que bastava essa iniciativa para que a bisneta se sentisse empolgada o suficiente para também iniciar a própria obra aos 10 anos.
“Ela mesma me disse ‘bisa, sabe que eu tô tão empolgada com esse teu livro que eu vou escrever um também’, e ela era muito inibida, eu achava que ela não ia dar conta”, revela a vó.
E sendo bem sincera, Bia também não acreditava que iria conseguir, apesar de querer muito. No entanto, sempre recebeu muito incentivo da família, sobretudo da avó.
“Eu vi a minha bisa escrevendo o livro dela e me empolguei. Falei pra minha vó que ia me inspirar nela e ela ficou muito feliz”, conta.
O livro Criança Tem História também ficou pronto em pouco tempo e conta um pouco sobre a trajetória da Bia. Ela escreveu detalhe por detalhe em um caderno. Esse primeiro exemplar agora é a guardado por Antônia, a inspiração e também “fã n° 1”.
José Anastácio, marido e bisavô, também fala do orgulho de ter duas escritoras na famílias.
“A Bia é a raiz do meu coração eu tenho muito amor e orgulho porque ela realmente tem um desembaraço muito grande. E a minha mulher eu já comecei a ser orgulhoso desde que nos casamos”, José Anastácio, marido e bisavô.
Ana Beatriz escreve livro aos 10 anos, inspirada pela bisavó
Redes Sociais/Reprodução
Veja mais notícias de Rondônia