Ao ser apreendido, adolescente confessa ter matado idosos por não receber dinheiro de programas sexuais em RO

peixe-post-madeirao

Ao ser apreendido, adolescente confessa ter matado idosos por não receber dinheiro de programas sexuais em RO

peixe-post-madeirao
madeirao-default-featured-image

Crimes aconteceram em Guajará-Mirim (RO) nesta semana. Um homem de 51 anos também foi preso suspeito de ajudar nos latrocínios. Dois idosos são mortos por menor de idade em Guajará-Mirim
Um adolescente de 15 anos foi apreendido após confessar ter assassinado e roubado dois idosos, de 91 e 68 anos, em Guajará-Mirim (RO), cidade que faz fronteira com a Bolívia. Um homem de 51 anos também foi preso por ajudar o menor nos latrocínios.
Segundo confessou o adolescente à polícia, na sexta-feira (5), os homicídios foram motivados porque ele não teria recebido o pagamento de programas sexuais feitos com o sobrinho da idosa, de 91 anos, e com o idoso de 68 anos.
O primeiro crime foi contra a mulher e aconteceu na terça-feira (2), na residência da vítima, localizada no bairro Tamandaré. O adolescente contou que ele e o comparsa entraram na casa pelo telhado e assassinaram a idosa por enforcamento e chutes na cabeça.
Bandidos matam idosa de 91 anos em casa para roubar celular e aparelho DVD em RO
Já o assassinato do idoso de 68 anos aconteceu na madrugada de sexta-feira (5), no bairro Triângulo. Segundo o adolescente, a vítima foi surpreendida com diversos golpes de tijolo e pedra na cabeça, enquanto tomava banho.
Nos dois casos o menor confessou que, além dos homicídios, os suspeitos roubaram celulares, aparelhos de DVD e outros pertences das vítimas, que foram trocados por drogas.
Após a apreensão do menor e prisão do homem, moradores de Guajará-Mirim foram até a delegacia da Polícia Civil com o intuito de fazer justiça com as próprias mãos, caso o adolescente fosse solto.
Conforme o delegado responsável pelo caso, Rogério Pereira, após prestarem os depoimentos, o jovem foi encaminhado ao órgão de internação de adolescentes infratores e deve ser transferido para Porto Velho. Já o homem de 51 anos foi encaminhado para a casa de detenção.
A Polícia Civil ainda aguarda o laudo pericial do corpo da idosa, para saber se ela teria sofrido abuso sexual.