Adolescente presencia mãe sendo morta a tiros dentro de casa em Porto Velho

peixe-post-madeirao

Adolescente presencia mãe sendo morta a tiros dentro de casa em Porto Velho

peixe-post-madeirao
Adolescente presencia mãe sendo morta a tiros dentro de casa em Porto Velho

Menina de 15 anos também foi atingida por uma das balas e precisou ficar internada. Vítima foi identificada como Maria Katia Ferreira de Moura, de 31 anos. Vila de apartamento em que Maria Katia Ferreira foi morta
arquivo
j
Uma mulher identificada como Maria Katia Ferreira de Moura, de 31 anos, foi morta com vários tiros em uma vila de apartamentos do bairro Teixeirão, na noite de quarta-feira (8), zona leste de Porto Velho. A filha da vítima, uma adolescente de 15 anos, viu o assassinato da mãe e também foi atingida por uma das balas, mas não corre risco de vida.
O crime segue sob investigação da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV) e foi registrado como homicídio.
O boletim de ocorrência feito na delegacia diz que quando os policiais militares chegaram ao imóvel para atender a ocorrência, o corpo de Maria Katia estava caído no chão e com várias perfurações provocadas por arma de fogo.
Em contato com a filha da vítima, que estava ferida, ela relatou que estava no banheiro de casa quando ouviu os disparos.
A menina contou ter tentado correr dos tiros e neste momento também foi atingida por uma bala, na região da nádegas. Ela revelou à polícia que conseguiu ver o autor do crime, mas o homem fugiu.
Logo depois a menina notou que viu a mãe caída no chão, e buscou ajuda de moradores do bairro.
Um vizinho, que ouviu os disparos, contou à polícia ter entrado no apartamento e ao ver a vítima ensanguentada, tentou ajudá-la. Ele ainda pegou Maria pelos braços e levou até o carro, porém, em seguida, ela “desfaleceu” e o morador então decidiu esperar o atendimento o Samu.
A equipe médica do Samu confirmou o óbito de Maria Katia e socorreu a adolescente baleada para o hospital João Paulo II, onde permaneceu internada. O pai da menina foi à unidade de saúde para acompanhá-la.
O homicídio de Maria Katia passa a ser investigado pela Delegacia de Homicídios. Ninguém foi preso pelo crime até esta quinta-feira (9).
Veja mais notícias de Rondônia