Prefeitura de Porto Velho entrega 320 títulos definitivos após trabalho de regularização fundiária

peixe-post-madeirao

Prefeitura de Porto Velho entrega 320 títulos definitivos após trabalho de regularização fundiária

peixe-post-madeirao
entrega titulos2

Anos de espera chegaram ao fim para centenas de famílias em Porto Velho. Na manhã de sexta-feira (10), a Prefeitura entregou 320 títulos definitivos de imóveis localizados em 14 bairros da capital. O momento de conquistas ocorreu com a presença do prefeito Hildon Chaves, secretários e outras autoridades.

A ação aconteceu na sede da Secretaria de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo (Semur), setor responsável pela regularização fundiária das áreas que tinham alguma pendência documental, processual ou judicial. Muitos moradores estavam com a expectativa da documentação há décadas.

“O bairro de maior entrega é o Rosalinda de Carvalho, com 193 títulos. A partir de agora, esses imóveis passam a ter outro valor e segurança jurídica às famílias, onde, de forma prioritária, os documentos foram entregues às mulheres. Essa tem sido uma política desde o início da nossa gestão”, declarou o prefeito.

Hildon disse que está em fase de licitação o georreferenciamento do município. Desde o primeiro mandato, já foram regularizadas mais de 12 mil propriedades em Porto Velho.

Arquivados

Na ocasião, o titular da Semur, Edemir Monteiro Brasil Neto, explicou que as entregas só foram possíveis, pois alguns bairros já passaram oficialmente pelo processo de regularização fundiária e muitos deles já estavam arquivados. Outros 3 mil títulos estão remanescentes no quadro da Semur com estudos de caso a caso.

Já o secretário-adjunto da Semur, Gustavo Nobre de Azevedo, destacou as oportunidades de investimento que os bairros passam a receber após a regularização. 

Celânia Maria Soares Fernandes é dona de casa e mora com o esposo no Ayrton Senna há 14 anos. O casal agora fica mais tranquilo com a documentação e a certeza de estarem livres de despesas com cartório.

“Esperamos muito pela regularização. Agora, creio que com a documentação haverá uma valorização maior do meu imóvel”, disse a moradora.

Sonho

O pedreiro Manoel de Souza Rodrigues também comemorou a escritura que estava aguardando desde o ano de 2014. “Agora realizo o meu sonho. Hoje, eu posso dizer que estou dentro do que é meu e posso mostrar para qualquer pessoa e provar que estou com o título da minha propriedade”, completou.