Barco Saúde inicia viagem para vacinar ribeirinhos contra a Covid-19

peixe-post-madeirao

Barco Saúde inicia viagem para vacinar ribeirinhos contra a Covid-19

peixe-post-madeirao
barco hospital

A esperança de mais de 7 mil ribeirinhos do Baixo Madeira partiu do porto do Cai N’Água na manhã desta quarta-feira (9). A primeira viagem do Barco Saúde, após a reforma, tem como meta a imunização dos moradores dos distritos contra a Covid-19.

Prefeito chamou embarcação de Ao todo, mais de 7 mil doses dos imunizantes AstraZeneca/Oxford e Pfizer/BioNTech foram enviados para atender os moradores dos distritos.

A Prefeitura já havia iniciado a vacinação dos primeiros grupos prioritários. Agora, a missão é estender a imunização a toda a população ribeirinha destas localidades. “Iniciamos a vacinação da população dos distritos seguindo o Plano Nacional. A nova nota técnica orienta a imunização de todos os ribeirinhos acima de 18 anos, bem como de todas as comunidades adjacentes que ficam ao longo do percurso”, explica Elizeth Gomes, gerente municipal de imunização.

Eliana Pasini, secretária municipal de Saúde
Eliana Pasini, secretária municipal de Saúde

TRIPULAÇÃO

O prefeito Hildon Chaves acompanhou a partida da embarcação na companhia do vice-prefeito, Maurício Carvalho, da secretária municipal de saúde e de parlamentares.
Segundo Hildon Chaves, a embarcação significa mais dignidade e agilidade no atendimento médico prestado à população ribeirinha.

“É com alegria que entregamos o barco à sociedade, na certeza de que nossos irmãos e irmãs do baixo Madeira agora estão melhor atendidos. Em um momento de pandemia, a chegada de vacina pelas águas permite chamá-lo de barco da esperança”, afirmou o prefeito.

Dentre os serviços oferecidos, estão também ações de saúde da mulher e testagem rápida para detectar a Covid-19.

VIAGEM

Essa será a primeira viagem do Barco Saúde após a reforma, que foi realizada com recursos próprios da Prefeitura e complementação de emendas parlamentares. A embarcação é uma unidade de saúde básica fluvial que estará nessa viagem em São Carlos, Nazaré e Calama.

“O barco vai apoiar os atendimentos que ainda faltam nesta região. Isto é feito para que os ribeirinhos não precisem se deslocar até a cidade em busca de um atendimento médico básico e da vacina contra a Covid-19. Agora, o serviço irá até eles com mais regularidade”, explica a secretária da Semusa, Eliana Pasini.

Elizeth Gomes, gerente municipal de Imunização
Elizeth Gomes, gerente municipal de Imunização

TRIPULAÇÃO

A enfermeira Maria de Lourdes será a coordenadora da ação. Ao todo, mais de 30 profissionais da saúde irão em direção ao baixo Madeira. Há parcerias da Universidade Federal de Rondônia (Unir) e do Exército Brasileiro.

Serão quase 10 dias de viagem pelos três distritos levando mais de 15 tipos de atendimentos e procedimentos médicos. “Teremos atendimentos ligados ao diagnóstico e tratamento de doenças, orientações médicas na prevenção de enfermidades e planejamento médico”, afirma a enfermeira.

PARCERIA

Para garantir o transporte e a conservação das doses de vacina, a Prefeitura viabilizou geladeiras, freezers e caixas térmicas reservas.
A Energisa doou para o Barco Saúde um freezer e uma geladeira, parte de um total de oito geladeiras, mais dois freezes e uma câmara fria que serão doados para as unidades de saúde de Porto Velho.