Nova União recebe R$ 200 mil para recuperação de estradas vicinais

peixe-post-madeirao

Nova União recebe R$ 200 mil para recuperação de estradas vicinais

peixe-post-madeirao
alex redano1

A prefeitura de Nova União, na região Central do Estado, já conta com R$ 200 mil para a recuperação das estradas vicinais, assegurados através de indicação do presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos) junto ao Governo, através de Departamento de Estradas de Rodagens (DER).

No total, cerca de 23,5 quilômetros de estradas serão contemplados com recuperação, com serviço de revestimento primário. A contrapartida da prefeitura será no valor de R$ 13.259,99. O prefeito de Nova União, João Levi (PSD), firmou o convênio e agora o recurso está disponível na conta da prefeitura.

“Nova União é mais um município contemplado com recursos que asseguramos junto ao Governo, através do DER. Agradeço ao governador Marcos Rocha, ao chefe da Casa Civil, Junior Gonçalves, e ao diretor geral do DER, Elias Rezende, que sempre tem a sensibilidade de acatar as nossas indicações em favor dos municípios, liberando os investimentos que beneficiam a população”, destacou Redano. 

Tchau Poeira

Redano participou ontem pela manhã da solenidade de lançamento das obras do Tchau Poeira em Corumbiara, no Cone Sul do Estado, com as presenças de deputados estaduais, do governador Marcos Rocha, secretários do Governo, prefeitos e vereadores da região.

Ele foi recepcionado pelo prefeito Leandro da Saúde (PSB) e pelo vereador Tuca (PTB). Corumbiara vai receber cerca de 5,5 quilômetros de ruas beneficiadas, com asfalto novo e também recapeamento asfáltico.

“Faço questão de estar presente às solenidades de lançamento do Tchau Poeira, pois sei do grande alcance social e da grande expectativa das autoridades locais e dos moradores, com a chegada de asfalto novo e de ruas recapeadas, garantindo mais qualidade de vida e valorização do imóveis”, destacou Redano.

Ele ressaltou ainda que esse grande volume de investimento do Tchau Poeira, atendendo aos 52 municípios de Rondônia, ocorre graças à economia do Governo, que cortou gastos e despesas, permitindo a execução das obras, sem que o Estado adquira financiamento e fique endividado. “Nos 52 municípios, tudo será executado com recursos próprios, fruto da economia do Governo e com a aprovação da Assembleia, somando mais de R$ 300 milhões”, completou Redano.