Operação Boi Gordo mira empresários e servidores públicos corruptos no Estado

peixe-post-madeirao

Operação Boi Gordo mira empresários e servidores públicos corruptos no Estado

peixe-post-madeirao
policia2

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), com apoio da Polícia Civil, deflagrou, ontem pela manhã, a Operação denominada “Boi Gordo”, destinada a investigar esquema de organização criminosa, envolvendo a prática de crimes contra a administração pública, a exemplo de crimes de corrupção, ativa e passiva, falsidades ideológica e documental, dentre outros, em desfavor do Erário Estadual. 

Buscas no gabinete do vice-prefeito de Porto Velho, Edgar do Boi, realizadas pelo Ministério Público do Estado foram encerradas durante a tarde. Servidores saíram com dezenas de documentos apreendidos após determinação judicial. Também foram feitas buscas na casa de Edgar do Boi.

Esquema

Durante coletiva na sede do MP, o promotor João Francisco Afonso confirmou que o vice-prefeito é investigado em esquema para barrar a fiscalização sobre ICMS.

Segundo o MP, as provas revelam estrutura criminosa no Estado, envolvendo empresários do ramo de Frigoríficos e servidores públicos, a qual, durante anos, impediu fiscalizações do ICMS, e, assim, possibilitou a sonegação expressiva deste imposto, mediante pagamento de milhões de reais à título de propina.

Foram cumpridas medidas de busca e apreensão nos Municípios de Ariquemes e Porto Velho.