Coluna do Bruno Eduardo: As vacinas trazem uma mensagem para a economia

peixe-post-madeirao

Coluna do Bruno Eduardo: As vacinas trazem uma mensagem para a economia

peixe-post-madeirao
WhatsApp Image 2021-01-15 at 19.52.41

A chegada da vacina foi amplamente comemorada em todos os cantos do Brasil. O impacto mais imediato é, obviamente, no campo da saúde. Pelo menos é o que todos esperam. Queremos confiar que a vacinação das populações em situação de maior risco reduza a quantidade de pessoas indo parar nos hospitais e nas UTIs. Provavelmente com o tempo, com o aumento da oferta das doses das várias marcas de vacinas que estão entrando no mercado, veremos a redução da transmissão e a volta à normalidade em nossas vidas. Acontece que um outro setor – fora o de saúde – deve ser amplamente afetado positivamente já a partir desta semana, com a chegada das vacinas: a economia.

Não é preciso nem entrar em detalhes sobre como a pandemia afetou a vida econômica no Brasil e no mundo. A verdade é que tudo acabou virando de pernas para o ar. Enquanto o setor da saúde, que produz insumos, que presta serviços para clínicas e hospitais, fez os preços alcançarem níveis extratosféricos, com uma subida de mais de 400%, vimos setores serem massacrados pela falta de clientela, de serviços, de demanda, enfim.

É óbvio que a perspectiva de várias marcas de vacina serem aplicadas pelo mundo é a das mais positivas no ponto de vista econômico. Mas a verdade é que os especialistas estão vendo isso tudo de forma mais ou menos desconfiada. Afinal de contas, a grande maioria das pessoas que está viva hoje em dia nunca testemunhou uma pandemia e não há certeza de nada com relação ao momento em que vivemos. Especialistas em economia afirmam que levaremos – em escala global – cerca de seis a oito meses para sentir algum efeito realmente positivo na economia. Isso, porque antes de haver uma imunização em larga escala, de mais de 50 a 60% da população, estaremos longe ainda de uma imunidade que garanta a nossa segurança. 

Mas o fato é que alguns setores econômicos devem muito em breve resgatar momentos melhores, como o de comércio, com lojas, shopping centers vendo aumentar a clientela gradativamente, assim como serviços e até mesmo o de turismo. É claro que ainda é cedo e ninguém deve ser doido de desprezar as medidas de higiene e de isolamento social que aprendemos ao longo de 2020. Mas a verdade é que as vacinas estão chegando e a mensagem que elas trazem consigo é clara para todo mundo: chegou a esperança por dias melhores.