Operação da PF cumpre mandados contra tráfico internacional de cocaína

peixe-post-madeirao

Operação da PF cumpre mandados contra tráfico internacional de cocaína

peixe-post-madeirao
policia_federal_apreensão_cocaína_pf

Foram apreendidos mais de 3,5 mil quilos da droga

 

A Polícia Federal cumpriu hoje (1) diversos mandados de prisão e de busca e apreensão na Bahia e em São Paulo, como parte da Operação Descontaminação. O objetivo é desarticular uma organização criminosa que enviava cocaína em contêineres para a Europa pelo Porto de Salvador.

O delegado Rodrigo Motta de Andrade disse que, dos oito mandados de prisão cumpridos hoje, seis pessoas foram presas. “Nosso objetivo é identificar outras pessoas que estejam envolvidas nesse grupo. Ainda não sabemos quem são os responsáveis que recebiam a droga na Europa e queremos identificar outras pessoas no Brasil envolvidas na organização criminosa”, disse.

A organização cooptava funcionários do porto para inserir, clandestinamente, a droga nos contêineres que deveriam ser transportados para o continente europeu por navios.

Rodrigo Andrade disse que, em Salvador, foram apreendidos hoje dois veículos, sendo um de luxo, e outro que provavelmente era utilizado para levar a droga ao Porto de Salvador. O delegado disse ainda que foram apreendidos R$ 50 mil e 50 quilos de cocaína, além de uma máquina de impressão a laser, que seria usada para fabricar lacres utilizados nos contêineres. Na cidade de Salto, em São Paulo, foram apreendidos R$ 270 mil e 73 mil dólares, além de documentos usados pela quadrilha. Armas foram apreendidas tanto na Bahia quanto em São Paulo.

Policiais federais, com o apoio da Polícia Militar da Bahia, cumpriram 12 mandados de busca e apreensão e oito mandados de prisão preventiva em Salvador, Feira de Santana/BA, Lauro de Freitas/BA, Sorocaba/SP, Salto/SP, Santos e São Vicente/SP. A Justiça Federal determinou também o bloqueio de contas bancárias tituladas por nove investigados.

Desde o começo das investigações, iniciadas em setembro de 2019, em conjunto com a Receita Federal, foram realizadas seis apreensões de cocaína no Brasil e no exterior, totalizando cerca de 3,5 toneladas da droga. A última apreensão ocorreu em setembro do ano passado, quando um funcionário do Terminal de Contêineres do Porto de Salvador e outros dois funcionários de empresas terceirizadas foram presos em flagrante por policiais federais quando inseriam 165 quilos de cocaína num contêiner que seria destinado à Europa.

Os envolvidos responderão pelos crimes de tráfico internacional de entorpecentes.

“Nosso trabalho não vai parar na apreensão de entorpecentes. Queremos identificar todos os envolvidos nos crimes, seja mandando, transportando, ou quem vai vender essa droga”, disse o delegado Rodrigo Andrade.

Fonte: EBC