G1 > Rondônia Últimas notícias de Porto Velho e todo o estado de RO. Acompanhe informações de trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, telejornais e coberturas especiais da Rede Amazônica em Rondônia.

  • Dez cidades de RO e Incra são orientados pelo MPF a cumprir regras de regularização fundiária
    on agosto 4, 2021 at 5:01 pm

    Recomendação busca acompanhar o Programa Titula Brasil. Mesmo alerta já havia sido feito em junho para outras quatro prefeituras. Fachada do Ministério Público Federal em Rondônia MPF/Divulgação Mais dez cidades de Rondônia e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) receberam recomendação do Ministério Público Federal (MPF-RO) para que cumpram as regras sobre regularização fundiária e reforma agrária. A recomendação busca acompanhar o Programa Titula Brasil. O mesmo alerta já havia sido feito em junho para outras quatro prefeituras. Desta vez, os alvos do MPF são Alto Paraíso, Campo Novo de Rondônia, Candeias do Jamari, Cujubim, Machadinho do Oeste, Nova Mamoré, Porto Velho, Rio Crespo, Theobroma e Vale do Anari. Os principais pontos da recomendação são: Realizar vistorias in loco em todos os locais indicados para regularização fundiária dos Núcleos Municipais de Regularização Fundiária (NMRF); Emitir o atestado de função social da propriedade rural; Impedir que agentes públicos dos municípios, assim como seus cônjuges, configurem como beneficiários do Programa Titula Brasil, direta ou indiretamente; De acordo com o MPF, o dever do Incra é garantir o cumprimento dos pontos acima, por meio dos acordos de cooperação. O prazo de resposta para os onze recomendados é de 30 dias. O G1 tenta contato com o Incra e as prefeituras citadas. Veja mais notícias de Rondônia

  • Mulher morta por PF aposentado tinha medida protetiva contra ex, diz TJ-RO; casal ficou junto por 25 anos
    on agosto 4, 2021 at 3:36 pm

    Rosilene Chaves de Oliveira, de 46 anos, foi achada morta nua na varanda da casa do suspeito. Crime foi registrado como feminicídio. Rosilene Chaves de Oliveira, de 46 anos, foi achada morta em Porto Velho nesta quarta (4) Facebook/Reprodução A assistente social morta pelo ex-marido policial federal aposentado, nesta quarta-feira (4), tinha medida protetiva em vigor contra o suspeito, segundo o Tribunal de Justiça (TJ) de Rondônia. Rosilene Chaves de Oliveira, de 46 anos, foi achada nua na varanda de uma casa e a polícia viu o suspeito debruçado em cima dela dando socos. Segundo informações do 1º Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, a medida protetiva foi concedida à vítima no dia 20 de junho de 2020, durante plantão judicial. Três dias depois, a Justiça também determinou a suspensão do porte de arma de fogo de Raimundo Teles Aguiar, que é escrivão aposentado da Polícia Federal. Ainda conforme o TJ, a medida protetiva de Rosilene continuava em vigor. Juntos por 25 anos Rosilene e o policial federal ficaram juntos por cerca de 25 anos. Há cerca de um ano eles se separaram, no entanto, amigos afirmam que o suspeito sempre ligava para Rosilene e, em algumas vezes, fazia ameaças. Vizinhos relataram à Polícia Militar (PM) que quando o casal estava junto havia briga com frequência. Na noite de terça-feira (3), o policial federal teria chamado a vítima para ir até a casa dele, na Avenida Calama. Aos policia, após ser preso, o suspeito alegou que tentava reatar a relação após um ano de separação e por isso tinha combinado um encontro na casa dele. Rosilene Chaves de Oliveira morreu após suposto crime de femicídio Facebook/Reprodução Lesões no corpo da vítima Segundo a perícia, foram encontradas várias lesões no corpo da mulher, principalmente no rosto e na região do pescoço e tórax. A suspeita é que Rosilene foi vítima de feminicídio. No entanto, o policial aposentado disse que deu socos na mulher depois dela passar mal durante a relação sexual entre eles e que a agressividade foi para fazer massagem cardíaca na ex. Na casa do suspeito foi apreendida uma pistola, carregadores e 49 munições ponta oca.

  • Polícia faz operação para prender grupo de criminosos em Rolim de Moura, RO
    on agosto 4, 2021 at 3:32 pm

    Operação foi deflagrada depois de um roubo que aconteceu em um posto de combustível de Alta Floresta d'Oeste. Cinco mandados de prisão e seis mandados de busca foram cumpridos. A Polícia Civil de Rondônia deflagrou na manhã desta quarta-feira (4), a Operação Coquetel, para cumprir 11 medidas liminares determinadas pelo Poder Judiciário de Alta Floresta d'Oeste, depois de um roubo que aconteceu em um posto de combustível no município. Ao todo, cinco mandados de prisão e seis mandados de busca foram cumpridos em Rolim de Moura (RO), local onde moram os suspeitos. O crime No dia 1 de maio, por volta das 23h, três homens chegaram em um posto de combustível de Alta Floresta d'Oeste e anunciaram um assalto. Dois funcionários foram rendidos e os suspeitos exigiram que o escritório e cofre fosse aberto, mas, como os empregados não tinham as chaves do local, a porta do escritório foi arrombada. Neste momento, quatro clientes chegaram ao posto e todos foram feitos de reféns. De acordo com a polícia, um dos clientes perdeu o telefone celular e R$ 4 mil. Além disso, R$ 1,5 mil, bebidas, cigarros e os pertences pessoais dos clientes e dos funcionários também foram levados pelos suspeitos. Em nota, a polícia explicou que os suspeitos chegaram até o município em um carro branco e desembarcaram do veículo nas proximidades do posto. Após o assalto, eles foram comemorar o feito em um bar, o que segundo a polícia "revelou o tamanho da ousadia e frieza dos criminosos". A ação foi realizada pela Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar. Veja mais notícias de Rondônia

  • PF aposentado é preso por matar ex-esposa durante encontro para reatar relação em Porto Velho
    on agosto 4, 2021 at 1:27 pm

    Vítima foi identificada como Rosilene Chaves. Suspeito disse que fazia sexo com a vítima e ela teria passado mal e, por isso, ele deu socos na tentativa de fazer massagem cardíaca. Rosilene Chaves morreu após supostas agressões do ex, policial federal, em Porto Velho Facebook/Reprodução Um policial federal aposentado foi preso suspeito de ter matado a ex-esposa dentro de uma casa da avenida Calama, em Porto Velho, no início da manhã desta quarta-feira (4). A vítima foi identificada como Rosilene Chaves de Oliveira, de 46 anos. O crime teria ocorrido durante um encontro do casal, que tentava reatar a relação após um ano de separação. Mulher morta por PF aposentado tinha medida protetiva contra ex De acordo com a Polícia Militar (PM), que atendeu a ocorrência registrada como feminicídio, Rosilene foi encontrada nua na varanda de casa e o suspeito estava em cima dela dando socos em seu peitoral e tórax. Rosilene Chaves de Oliveira morreu após suposto crime de femicídio Facebook/Reprodução O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser chamado no endereço, mas a vítima já não tinha mais sinais vitais. À guarnição da PM, o policial federal aposentado de 56 anos narrou que estava fazendo sexo com a vítima momento em que ela passou mal e desmaiou. Ele então afirmou que estava fazendo apenas massagem cardíaca na ex-companheira e, por isso, teria dado socos no peito com força excessiva e também tapas no rosto da vítima. Segundo boletim de ocorrência, o suspeito estava totalmente embriagado no momento que a guarnição chegou para atender a ocorrência. O policial federal aposentado então recebeu voz de prisão e indicou no seu quarto onde estava guardada sua pistola, carregadores e 49 munições ponta oca. Ainda conforme informou o suspeito, ele estava separado da vítima há um ano e estaria tentando a reconciliação com Rosilene. Ao atender a ocorrência do caso, o perito criminal informou que no corpo da vítima tinha lesões no peito no rosto.

  • Veja o calendário de aplicação da 2ª dose da vacina contra a Covid-19 em Porto Velho
    on agosto 4, 2021 at 1:18 pm

    As vacinas AstraZeneca, Pfizer e CoronaVac serão administradas na São Lucas, das 9h às 16h. Vacina contra a Covid-19 Divulgação A prefeitura de Porto Velho divulgou o cronograma de aplicação da 2ª dose da vacina contra a Covid-19. As doses serão administradas na Faculdade São Lucas, das 9h às 16h. Para receber a 2ª dose do imunizante é preciso levar o cartão de vacinação e documento com foto. Veja: Cronograma da vacinação de 2ª dose De acordo com a prefeitura, a estimativa é que 2.795 pessoas recebam a 2ª dose nesta quarta-feira (4). Importância da 2ª dose Os estudos das vacinas CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer foram feitos com a imunização em duas doses. Ou seja, a eficácia prometida pelas empresas foi determinada a partir dos testes com duas aplicações. Além de aumentar a proteção, a segunda dose ajuda a prolongar essa proteção. Covid-19: os riscos de não tomar a segunda dose da vacina VÍDEO: Veja perguntas e respostas sobre importância da 2ª dose de vacina contra Covid Quem só tomou uma dose da vacina corre mais risco de se infectar, em comparação com pessoas que completam o esquema vacinal. Com mais vírus circulando, cresce a chance de surgir novas variantes. Intervalo Quem tomou a CoronaVac deve receber a segunda dose entre 14 e 28 dias. Já as pessoas que foram imunizadas com a AstraZeneca ou Pfizer devem tomar a segunda dose após três meses. Em julho, a prefeitura anunciou que a segunda dose da vacina contra a Covid-19 será adiantada para os profissionais da educação. A redução no intervalo entre as doses será de 45 dias para quem tomou a primeira da AstraZeneca e de 60 dias para os que iniciaram a imunização com Pfizer. Veja mais notícias de Rondônia