Mais de 1.200 pessoas aguardam fonoaudiólogo em Porto Velho

peixe-post-madeirao

Mais de 1.200 pessoas aguardam fonoaudiólogo em Porto Velho

peixe-post-madeirao
fonoaudiologia

Pessoas que dependem do serviço público para ter atendimento na área de fonoaudiologia, que atender pacientes para prevenção, habilitação e reabilitação na fala, estão em uma fila gigantesca para serem atendidas, já que há apenas um profissional contratado pela Prefeitura de Porto Velho.

Diante disso, as famílias desses pacientes, incluindo crianças, adultos e idosos, procuraram a reportagem para denunciar o tamanho da espera em números.
“Saúde municipal está sem fonoaudiólogo para atender crianças especiais. Tem mais de 800 pacientes na fila. Já tem ação judicial cobrando o município para providencias. A Semusa já respondeu por meio da ouvidoria, que só tem um profissional”, disse um pai, que pediu para não ter o nome divulgado para não ser mais prejudicado nessa fila gigantesca.

Outro chefe de família que tem filho com autismo, lamenta que demore tanto para a criança ser atendida de forma especializada.

“Meu filho não tem tanta dificuldade, mas precisa de melhoras na fala para se comunicar melhor, para os estudos etc. Eu não tenho condições de pagar atendimento particular. Liguei em uma faculdade particular e não tem mais atendimento com fono. Em outra, pediram para ligar em agosto para saber se haverá ou não atendimento”.

Explicações

Segundo esses pais que procuraram o jornal eletrônico, a Semusa, por meio da ouvidoria, já deu respostas ao Ministério Público Estadual e aos familiares, que só há um fonoaudiólogo para atender todo o município, incluindo os distritos.

“A ouvidoria registrou a reclamação para Fala Brasil [Plataforma Integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação do Governo Federal]. No MP descobri que na fila tem 880 pessoas antes que meu filho. Não quero que passe na frente de outros que precisam mais. Mas acho triste que uma cidade como Porto Velho tenha apenas um fono”, destacou um deles.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), que informou que a resposta sobre o problema é a mesma dada aos pais e que foi repassada pela ouvidoria do setor: há apenas um profissional contratado atualmente.

A Secretaria informou que abriu edital para contratar 305 profissionais de saúde, os aprovados estão sendo chamados para contratação e que trabalha para resolver o mais breve possível a fila de espera por fonoaudiologia.

Já o Ministério Público Estadual, por meio da promotora de Justiça Rosângela Marsaro Protti, da 12ª Promotoria de Justiça – Defesa da Saúde, informou que até o dia 26 de julho havia 1.256 pacientes em fila de espera para atendimento na área de fonoaudiologia.

A promotora também afirmou que está em conversas com a Semusa para resolver o problema o quanto antes, além de em breve, divulgar novidades sobre o assunto. Fonte: Rondoniaovivo