Júnior Lopes não consegue promover os Jogos Intermunicipais e dá desculpa esfarrapada

peixe-post-madeirao-48x48

Júnior Lopes não consegue promover os Jogos Intermunicipais e dá desculpa esfarrapada

peixe-post-madeirao

A Secretaria de Estado da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel) mais uma vez pisa na bola e anuncia somente na tarde desta quarta-feira (27) o adiamento dos Jogos Intermunicipais de Rondônia (JIR), que iriam começar na sexta-feira (29). O anúncio aparece com somente dois dias de antecedência, e o que mais impressiona é a desculpa esfarrapada apresentada pelo secretário Júnior Lopes.

Ele postou em um grupo de WhatsApp um comunicado, muito parecido com a nota de esclarecimento encaminhada no início da noite:

Nota de Esclarecimento

A Secretaria Estadual de Cultura, Esporte e Lazer – Sejucel, informa que os Jogos Intermunicipais de Rondônia – JIR, com início programado para o dia 29 de setembro, em Porto Velho, estão temporariamente suspensos e que uma nova data será definida nos próximos dias.

A Sejucel conta com a compreensão de todos e ressalta que o motivo do adiamento, conforme comunicado emitido pelo hotel contratado, se deve a impossibilidade de realizarem as acomodações do grande número de atletas participantes no momento, além do alto índice de pessoas atualmente hospedadas, que enfrentam dificuldades com os transportes aéreos, havendo disponibilidade para data futura.

Conversa furada

No comunicado no WhatsApp Junior Lopes alega que o setor hoteleiro não comportará o número de pessoas que viriam a Porto Velho, cidade sede dos JIR. Na nota, diz que houve um comunicado emitido pelo hotel contratado para hospedar os atletas.

Esse é o texto que Junior Lopes colocou no WhatsApp. Um pouco diferente da nota

Conversa furada dele. Nem teve licitação, por isso como é que a Sejucel iria acomodar os atletas em algum hotel?

Outro furo de Júnior Lopes: nos bastidores é alegado que seriam 3 mil vagas em hotel. Não é assim. Os atletas não viriam todos ao mesmo tempo a Porto Velho. Seriam primeiramente 1.400 atletas, e quando estes fossem embora chegariam mais 1.400. Cabe nos hotéis sim.

Vocês acreditam que, se a Sejucel tivesse feito uma licitação, o dono do hotel vencedor diria, às vésperas dos jogos, que não tinha as vagas, e que o governo deveria escolher outra data? E mesmo se isso tivesse acontecido, a Sejucel poderia escolher o segundo colocado.

Está na cara que foi falta de organização mesmo. Júnior Lopes nem mesmo fez a licitação para contratação de serviços, como o de árbitros para os jogos, por exemplo. Quando questionado sobre isso, teria alegado que faria um termo de fomento. Quer dizer que iria usar dinheiro público sem licitar?

Júnior Lopes esteve recentemente envolvido na confusão que foi a Expovel, onde uma empresa privada recebeu milhões de reais para fazer a festa, e agora está sob investigação. Será que, com tudo o que aconteceu, ele teria coragem de usar dinheiro público nos Jogos Intermunicipais, sem licitar?

Está na cara que faltou organização mesmo. Aparentemente deixou tudo para a última hora e depois não deu conta. E o prejuízo? Quem paga?

Sabe-se que a prefeitura de Porto Velho gastou mais de R$ 30 mil reais com passagens para atletas convidados. É uma prática comum. Os municípios convidam atletas de outros Estados para reforçar as equipes. Isso aumenta o nível dos jogos e leva mais gente aos locais das competições.

Modalidades

O site da Sejucel diz o seguinte: “Os atletas vão competir em 14 modalidades esportivas: Atletismo, Capoeira, Judô, Karatê, Taekwondo, Tênis de Mesa, Ciclismo, Xadrez, Futebol Society, Futsal, Basquetebol, Handebol, Voleibol e Vôlei de Praia. Mais do que isso, vai ser uma oportunidade de trocar experiências, valores, cultura e, sobretudo, intensificar em cada um a emoção e o orgulho de ser rondoniense.”

Não está dando tanto orgulho, não.

Municípios

Também está no site da Sejucel: “Foram inscritos 27 municípios, que disputaram a fase regional, distribuídos em sete regiões. Os municípios participantes são Porto Velho, que não participou da regional por ser sede da fase final, o que lhe garante o direito de participar de todas as modalidades, Ariquemes, Alto Paraíso, Candeias do Jamari, Cacoal, Jaru, Ji-Paraná, Ouro Preto do Oeste, Presidente Médici, Pimenta Bueno, Espigão d’Oeste, Ministro Andreazza, Rolim de Moura, Nova Brasilândia, Alta Floresta d’Oeste, Santa Luzia d’Oeste, Seringueiras, Parecis, Vilhena, Colorado do Oeste e Cerejeiras.”

Quer dizer que Junior Lopes deu bolo em todos esses municípios. Dizer que pisou no tomate, é pouco. Dessa vez ele sapateou sobre o tomateiro. Fonte: BlogEntrelinhas