Ji-Paraná: Voos diretos para Porto Velho devem beneficiar a economia regional

peixe-post-madeirao

Ji-Paraná: Voos diretos para Porto Velho devem beneficiar a economia regional

peixe-post-madeirao
AEROPORTO (2)

Ji-Paraná voltou a ter voos diários com destino a Porto Velho. Interrompidos há cerca de cinco anos, as rotas foram retomadas, na segunda-feira (4), com passagens de ida e volta para a capital. O refeito de Ji-Paraná, Isaú Fonseca, destacou que a novidade irá beneficiar a economia local.

“Empresários que precisam ir para Porto Velho poderão fazer o trajeto de ida e volta em apenas um dia. Assim como as pessoas, também, podem vir a Ji-Paraná, realizar negociações, e retornar à capital no mesmo dia”, destacou Isaú Fonseca.

Os voos diários são realizados pela empresa Azul Linhas Aéreas, com a aeronave monomotor turboélice, modelo Cessna 208, com capacidade para nove passageiros, mais equipe de tripulantes. A equipe da Azul, porém, informou que o avião pode ser substituído, caso haja demanda suficiente.

Anteriormente, a população de Ji-Paraná contava apenas com o serviço rodoviário para se deslocar a Porto Velho. As passagens de ônibus para a capital custam a partir de R$ 124 e a duração da viagem é de aproximadamente seis horas. De avião, os voos entre Ji-Paraná e Porto Velho levam, em média, é de 1h30.

Em março, o Governo de Rondônia, por meio do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), assinou a ordem de serviço para a construção do novo terminal de passageiros (TPS) do Aeroporto de Ji-Paraná (Aeroporto José Coleto)

Prazo

O contrato tem o valor de R$ 764,8 mil e prevê a entrega de estudos de campo, infraestrutura e edificações. O prazo para execução e conclusão é de 210 dias corridos, contados a partir da emissão da ordem de serviço. A assinatura ocorreu em 21 de março de 2022.

Isaú Fonseca comemorou a notícia e destacou que é o primeiro passo para que o aeroporto tenha, nos próximos anos, uma área para embarque e desembarque de passageiros compatível com a importância do município para a região.

“A elaboração do projeto do futuro terminal do Aeroporto de Ji-Paraná deve ser entendida do ponto de vista da autoafirmação. Estamos em um processo de desenvolvimento contínuo, com inúmeras obras estruturantes que estão mudando o perfil do município”, assegurou Isaú Fonseca.