Governo de Rondônia assina acordo para participar do projeto Rondon em 2023

peixe-post-madeirao

Governo de Rondônia assina acordo para participar do projeto Rondon em 2023

peixe-post-madeirao
Projeto-Rondon-em-Rondonia_09.06.22_Foto_Daiane-Mendonca-5-2048x1361

O acordo de cooperação para realização da operação do projeto Rondon em 2023 foi assinado na tarde desta quinta-feira (8), pelo Governo de Rondônia, Ministério da Defesa – MD e gestores de municípios do Estado. A solenidade ocorreu no auditório Jerônimo Santana, do Palácio Rio Madeira – PRM. A proposta é realizar ações sociais integradas. Essa será a quinta edição do projeto Rondon no Estado de Rondônia.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha, ressaltou a importância do projeto Rondon para fortalecer a integração nacional. ‘‘É um projeto muito importante, onde os universitários irão conhecer a realidade de Rondônia e da Amazônia. Eles vão entender melhor a nossa necessidade de proteger a natureza, mas também de ajudar na sobrevivência das comunidades. E será importante também para as comunidades receberem os conhecimentos desses universitários. É uma integração nacional real”, considera, ao destacar que o Estado é detentor do status de um dos maiores produtores de alimentos do Brasil, onde o agronegócio cresce aliado a sustentabilidade.

Projeto Rondon foi apresentado na tarde desta quinta-feira, no Palácio Rio Madeira

Representando o Governo Federal, o diretor do Departamento de Projetos Sociais do Ministério da Defesa, general William Georges Felippe Abrahão também assinou o documento. “Esse projeto é uma política pública estratégica que envolve governos estaduais e municipais, instituições de ensino e Forças Armadas. E é essa parceria que garante o sucesso. A primeira edição do projeto Rondon foi em 1967 aqui em Rondônia com a vinda de estudantes do Rio de Janeiro para cá. E hoje as operações acontecem em várias regiões do país. Por isso temos a certeza do sucesso dessa operação no Estado de Rondônia no próximo ano. Os universitários terão a oportunidade de conhecer in loco os problemas das comunidades com a apresentação de diversos projetos, multiplicando o conhecimento e contribuindo para elevar o desenvolvimento sustentável do Estado e da nação”, disse o general.

Governo de Rondônia e Departamento de Projetos Sociais do Ministério da Defesa assinam acordo para realização de mais uma operação do projeto Rondon em 2023

Participam do acordo de cooperação desta edição da Operação Rondon 12 municípios rondonienses: Alta Floresta d’ Oeste; Alto Alegre dos Parecis; Castanheiras; Costa Marques; Nova Brasilândia D’Oeste; Novo Horizonte do Oeste; Parecis; Presidente Médici; Primavera de Rondônia; Santa Luzia d’Oeste; São Felipe D’Oeste e Seringueiras.

‘‘Para nós, prefeitos, é uma alegria fazer parte deste projeto, que faz a diferença por onde passa, levando conhecimento para os que não tiveram a oportunidade. Temos a obrigação de apoiar e incentivar, pois a educação é o que faz o Brasil evoluir’’, disse o prefeito de Alto Alegre dos Parecis, Denair Pedro da Silva, que discursou em nome de todos os prefeitos que integram esta edição da operação Rondon.

A OPERAÇÃO

A operação será realizada em julho de 2023 e terá como centro regional a cidade de Porto Velho. Contará com a participação de 252 rondonistas, como são chamados os professores e estudantes universitários que trocarão o período de férias escolares por ações voluntárias de cidadania.

A proposta é realizar oficinas em dois conjuntos de atuação: (1) Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação e Saúde e; (2) Comunicação, Tecnologia e Produção, Meio Ambiente e Trabalho. Além disso, professores e estudantes de Comunicação Social irão atuar na divulgação das ações.

PROJETO RONDON

A operação faz parte do projeto “Rondon” do Ministério da Defesa e as ações realizadas são voltadas para contribuir com soluções sustentáveis e inovadoras e inclusão social. O projeto nasceu em 1967, com o objetivo de conhecer de perto a realidade amazônica no então Território Federal de Rondônia, contando com apoio das Forças Armadas; e depois de ficar um período desativado e, em 2005, o projeto “Rondon” foi retomado e integrado às pautas governamentais sob coordenação do Ministério da Defesa.

MOEDAS COMEMORATIVAS

Após a assinatura do acordo o governador Marcos Rocha entregou cinco moedas comemorativas referente aos “40 anos de criação do Estado de Rondônia”. Foram agraciados o diretor do Departamento de Projetos Sociais do Ministério da Defesa, general William Georges Felippe Abrahão; o coordenador-Geral do Projeto “Rondon” do Ministério da Defesa, coronel Carlos Eduardo Lopes Fernandes; o coordenador de Operações e Logística do Projeto “Rondon” do Ministério da Defesa, major Lenine Santiago Prado; a coordenadora do Projeto “Rondon”, Adriana Nassia Talita de Souza e coordenadora de Comunicação Social do Projeto “Rondon”, Lediane Aparecida Alves de Queiroz.