Pirandira: conheça o peixe-cachorro

peixe-post-madeirao

Pirandira: conheça o peixe-cachorro

peixe-post-madeirao
pirandira-peixe-cachorro

O peixe exótico pode ser encontrado em Bacias Amazônicas e Araguaia, no Tocantins.

Os peixes-cachorros, cachorra , pirandirás (ou pirandiras) pertencem à família Cynodontidae (Cyno = cão, odon= dente), ou seja, “dente de cachorro” ou “dente de cão”. A família reúne espécies separadas em quatro gêneros: Cynodon (duas espécies), Rhaphiodon (uma espécie) e Hydrolycus (quatro espécies). O Peixe-Cachorro (Hydrolycus scomberoides) é um peixe de meia água, que habita locais de águas mais rápidas e com estruturas como paus e pedras, ocorrendo em canais e praias de rios, lagos e na mata inundada. O peixe tem esse nome porque seus dentes são semelhantes aos dentes dos cães. As presas são tão grandes que podem chegar a assustadores 15 centímetros de comprimento.

Os peixes dessa espécie tem como tamanho máximo cerca de 89 cm e pesa 8,5 kg. O peixe tem dois olhos bem grandes e possui uma poderosa e imensa boca com uma fileira de dentes e um par de presas na mandíbula. Estas são tão grandes que a maxila superior possui dois buracos para acomodá-los quando a boca está fechada, e são estes dentes que impressionam a muitos. Mas apesar de assustadores, os peixes-cachorros não apresentam nenhum risco para os humanos pois são predadores piscívoros, que se alimentam de outros peixes. Ele ataca presas relativamente grandes, às vezes, atingindo cerca de 40 a 50% do seu comprimento total.

Costuma emboscar suas presas atrás de galhadas, árvores e pedras nas margens. Suas nadadeiras peitorais são grandes e quanto a sua coloração, é prateado e pode ter o dorso mais escuro, com os tons de marrom ou preto. Por outro lado, os peixes adultos têm a base da cauda e da barbatana anal amarelada e em um tom claro. Um ponto que você também pode observar é que o bicho tem uma nadadeira caudal truncada e raramente está inteira.

Fonte: Portal Amazônia