Em final do Brasileirão Sub-17, jogador do Athletico-PR agride atacante do Fluminense com voadora no rosto

peixe-post-madeirao

Em final do Brasileirão Sub-17, jogador do Athletico-PR agride atacante do Fluminense com voadora no rosto

peixe-post-madeirao
voadora-sub-17

A final do Campeonato Brasileiro Sub-17, entre Athletico-PR e Fluminense, terminou em confusão generalizada na Arena da Baixada, na tarde desta segunda-feira. Aos 48 minutos do segundo tempo, quando o Flu vencia por 2 a 1, um desentendimento entre João Neto e Ataíde deu origem a uma pancadaria.

Após uma falta, Ataíde, do Athletico-PR, partiu para cima do adversário, quando começou a confusão e o zagueiro João Gabriel, que estava no banco de reservas do time paranaense, aplicou uma voadora no rosto do atacante João Neto, do Fluminense. O jogador caiu no chão e, em seguida, ainda levou um chute do também zagueiro rubro-negro Vinicius Amaral.

Nove jogadores foram expulsos antes da partida ser retomada, quase dez minutos depois. Cinco do Athletico-PR: Ataíde, João Gabriel (reserva), Renan, Vinicius Amaral (reserva) e Vitor do Carmo, e quatro do Fluminense: Alexsander, Eduardo (reserva), Metinho e João Neto.

João Neto, do Fluminense, leva voadora no rosto de João Gabriel, do Athletico-PR — Foto: Reprodução

João Neto, do Fluminense, leva voadora no rosto de João Gabriel, do Athletico-PR — Foto: Reprodução

O jogo foi encerrado logo depois com vitória do Fluminense por 2 a 1. O resultado deu o título ao time tricolor, que havia vencido pelo mesmo placar no Rio de Janeiro.

Fonte: Globo Esporte