Fhemeron sensibiliza para importância do cadastro de medula óssea na RRS

peixe-post-madeirao

Fhemeron sensibiliza para importância do cadastro de medula óssea na RRS

peixe-post-madeirao
fhemeron-RRS

Em média, cerca de 150 cadastros de doadores de medula óssea estão sendo efetuados por dia pela equipe da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia (Fhemeron) durante a edição 2018 da Rondônia Rural Show, evento do agronegócio que ocorre até hoje no Centro Tecnológico Vandeci Rack, em Ji-Paraná. Todas as atividades estão sendo acompanhadas pelo presidente do órgão, João Ricardo, que ressalta ser mais uma grande oportunidade de se difundir a importância das pessoas se tornarem doadoras e ampliar o cadastro rondoniense e, consequentemente, garantir maior esperança para quem precisa de um transplante de medula óssea.
A diretora do Hemocentro Regional de Ji-Paraná, Nilce Silveira Pareja, enfatiza que o cadastramento é o preenchimento de uma ficha com os dados pessoais do candidato a se tornar doador, mais a doação de 5ml de sangue.
Segundo o presidente João Ricardo, a atividade se justifica porque a maior dificuldade para o transplante é a compatibilidade. A chance de encontrar uma medula compatível pode chegar de 1 paciente para 100 mil doadores cadastrados. “Quanto mais doadores houver, mais chances os pacientes têm de conseguir a cura. Na Rondônia Rural Show estaremos todos engajados nesse propósito. O evento se estenderá até sábado, mas nossas atividades não param e sempre continuamos desenvolvendo ações que possam aumentar a lista de cadastro, bem como reforçar as campanhas de doação de sangue visando manter o estoque em condições de atender possíveis demandas”, frisou o presidente, lembrando que o cadastro é enviado para o Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome).

Sábado

A Fhemeron funciona hoje, de 7h15 às 12h. A mudança foi necessária devido ao problema de transporte de doadores com a greve dos caminhoneiros que atingiu nos últimos dias o abastecimento de combustível em toda a cidade. Na segunda-feira as atividades voltam à normalidade.
Mesmo com o problema que atinge o setor de transporte da cidade, a assistente social da Fhemeron, Maria Luiza, enfatizou que Fundação espera que neste sábado muitos doadores possam comparecer para doar sangue e poder manter o estoque em condições de atender à demanda. Ela lembra que há uma preocupação quanto ao estoque de sangue dos tipos A, O e B negativo.