Verstappen passa Hamilton na última volta e conquista o primeiro título na F1

peixe-post-madeirao

Verstappen passa Hamilton na última volta e conquista o primeiro título na F1

peixe-post-madeirao
verstappen-horner

Etapa de Yas Marina marcou a decisão de um dos campeonatos mais intensos da história da F1

Após nove meses e 22 GPs, chegou ao fim da temporada 2021 da Fórmula 1. E após um ano intenso, marcado por polêmicas e trocas de farpas, a categoria coroou o campeão de um dos melhores campeonatos de sua história. Em um GP de Abu Dhabi que também teve sua cota de polêmicas, mas também belas disputas na pista, e um final dos mais cinematográficos possível, Max Verstappen bateu Lewis Hamilton, conquistando o título de 2021.

Com isso, holandês bate o heptacampeão e fatura seu primeiro título na categoria, juntando-se ao hall dos outros 33 pilotos que já foram campeões da F1.

Na largada, Verstappen saiu mal, e permitiu que Hamilton pulasse para a frente. Mas, com pneus macios, ele se manteve colado e o primeiro toque veio já na primeira volta. Saindo para fora da pista, o britânico se manteve à frente, enquanto o holandês pedia que a posição fosse devolvida.

Mesmo assim, ele se manteve à frente, abrindo rapidamente mais de 1s para o rival, aguardando uma posição oficial da direção de prova. Na terceira volta, enquanto a vantagem chegava a 1s5, os comissários informaram que o caso não necessitava de investigação.

Com volta mais rápida atrás de volta mais rápida, Hamilton já abria quase 2s5 para Verstappen na 10ª volta de 58, enquanto o holandês já reclamava que perdia rendimento nos pneus macios. Já Pérez ficava 3s atrás do companheiro de Red Bull, com Sainz e Norris fechando o top 5, enquanto Bottas era apenas o oitavo, perdendo duas posições na largada, para Leclerc e Tsunoda.

Na 14ª volta, enquanto a diferença de Hamilton chegava na casa de 5s, Verstappen foi o primeiro dos ponteiros a parar, colocando pneus brancos. Ele voltou em quinto, atrás de Norris. E a Mercedes respondeu na hora, trazendo o britânico já na volta seguinte, retornando mais de 1s à frente de Sainz, colocando o espanhol entre ele e o rival, além de uma diferença de quase 6s.

Enquanto Verstappen ficava preso atrás de Sainz, sem conseguir ultrapassar mesmo podendo abrir o DRS, Hamilton seguia rápido à frente, baixando a vantagem de Pérez que era de 10s para 6s na 18ª volta, enquanto abria 8s para o holandês.

Hamilton colou em Pérez na volta 20, e o mexicano tratou de ajudar o companheiro de Red Bull, protagonizando uma bela disputa com o heptacampeão, permitindo que Verstappen reduzisse consideravelmente a diferença.

Aproveitando a aproximação, Pérez deu o vácuo ao holandês para que ele reassumisse a segunda posição, deixando-o a apenas 1s5 do rival. Mas, com pista livre, Hamilton voltou a abrir para Verstappen, se aproximando novamente de 4s na metade da prova.

Mais atrás, a carreira de Kimi Raikkonen na F1 chegava ao fim mais cedo abandonando a prova devido a problemas nos freios. Outros abandonos na mesma parte da prova foram de George Russell e Antonio Giovinazzi.

Na volta 36, o safety car virtual foi acionado devido ao abandono de Giovinazzi. Enquanto Hamilton seguiu na pista, a Red Bull trouxe Verstappen para colocar um novo jogo de pneus duros. Ele voltou em segundo mesmo, quase 19s atrás do heptacampeão.

Com isso, o holandês iniciou uma caça do rival em busca da vitória e o título de 2021. Emplacando uma sequência de voltas mais rápidas, a diferença já caía para 14s no início da volta 44, a 15 do fim.

Mesmo com os pneus mais novos, Hamilton conseguia controlar a diferença para Verstappen, que ficava na casa de 11s no início da 50ª volta, a apenas nove para o fim da temporada 2021.

A cinco voltas para o fim, o momento que a Mercedes temia aconteceu. Nicholas Latifi bateu com força seu carro na barreira de proteção, forçando a entrada do safety car.

O safety car foi removido com 1 volta para o fim e, a direção de prova decidiu realinhar o grid apenas nos segundos finais antes do início do último giro. Com pneus macios novos, Max Verstappen pode atacar e passar Lewis Hamilton, garantindo o seu primeiro título na Fórmula 1 aos 45 do segundo tempo.

Após a decisão de 2021, a F1 começa a pensar em 2022 já nesta semana, com os testes de Abu Dhabi, o primeiro contato das equipes com os novos pneus 18 polegadas. Depois, as atividades serão retomadas apenas no ano que vem com a pré-temporada antes da etapa inaugural, o GP do Bahrein, marcado para 20 de março.

Fonte: Motorsport.com