Dia Nacional da Imunização: AROM celebra a data reforçando a conscientização com ações expoentes em todo o Estado

peixe-post-madeirao

Dia Nacional da Imunização: AROM celebra a data reforçando a conscientização com ações expoentes em todo o Estado

peixe-post-madeirao
Prefeitura muda de ideia e retoma imunização de adolescentes sem comorbidades em Porto Velho

Nesta quinta-feira (09) comemora-se o Dia Nacional da Imunização, e a Associação Rondoniense de Municípios (AROM) celebra a data no intuito de conscientizar a população de todos os 52 Municípios do Estado sobre a importância de manter as principais vacinas contra as doenças, em dia.

Diminui-se, assim, a probabilidade de contrair enfermidades como a caxumba, o sarampo, o tétano, a gripe, entre outras, alinhando as atividades da AROM às do Ministério da Saúde através do calendário proposto pelo Programa Nacional de Imunizações.

Em Rondônia, liderados pela AROM, os Prefeitos firmaram o “Pacto Pela Vida”, apresentado ao Governo Estadual, com ações estratégicas e governamentais para o enfrentamento da pandemia do COVID-19. Com destaque, a reunião de documentos trouxe dados e compromissos para as diferentes esferas.

Além disso, dentre outras ações expoentes neste sentido, a AROM tem participado de tratativas por todo o Estado como na(s):

a) Campanhas de vacinação contra a gripe e sarampo, prorrogadas recentemente até o próximo dia 24 (em Porto Velho) e 26 de junho (em Ariquemes);

b) Vacinação infantil no dia 07 de junho em Porto Velho, na Escola Municipal de Educação Infantil Pequeno Mestre, em ação em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde (SEMUSA);

c) Imunização contra o HPV, também junto à SEMUSA, aplicada em meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos.

Recapitulando a história das vacinas, a primeira foi criada pelo médico britânico Edward Jenner, em 1796, no combate ao vírus da varíola. Desde então, elas são produzidas com propriedades dos próprios vírus causadores das doenças, mas em estado inativo, levando o corpo a já produzir anticorpos.

A Organização Mundial de Saúde alerta que “a imunização salva milhões de vidas e é amplamente reconhecida como uma das intervenções globais em saúde de maior sucesso e mais economicamente viáveis”. A vacina ainda é o melhor método para evitar doenças que já mataram milhões em todo o mundo e agora estão extintas.