Crise dos combustíveis: Petrobras reduz preços, mas protestos continuam

peixe-post-madeirao

Crise dos combustíveis: Petrobras reduz preços, mas protestos continuam

peixe-post-madeirao
protestos gasolina cara

A Petrobras anunciou hoje (23), pelo segundo dia consecutivo, redução nos preços da gasolina e do diesel em suas refinarias. A partir de amanhã (24), o preço da gasolina cairá 0,62% e custará R$ 2,0306 o litro. O preço do diesel terá redução de 1,15% e passará a custar R$ 2,3083, de acordo com a estatal.
Em dois dias, as quedas acumuladas chegam a 2,69% para a gasolina e a 2,67% para o diesel. Apesar disso, a gasolina acumula altas de 12,95%, em maio, e de 16,76% em um mês. O diesel soma aumentos de 9,34%, em maio, e de 15,16% em um mês.
O alto valor do preço do combustível é o principal motivo para a manifestação nacional dos caminhoneiros, que começou no final da noite de domingo (20).
A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara convocou hoje (23) o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, a comparecer no colegiado para tratar do aumento no preço dos combustíveis. O requerimento do deputado José Stédile (PSB-RS) foi aprovado por unanimidade pelos integrantes da comissão.
Devido às sucessivas altas do diesel, a paralisação de caminhoneiros em rodovias de diversos estados brasileiros chegou hoje ao terceiro dia.

Rondônia

Em Porto Velho os motoristas que lideram o protesto no Trevo do Roque estão liberando parcialmente a rodovia, mas o transito continua paralisado formando uma grande fila.
Segundo Polícia Rodoviária Federal (PRF), são sete bloqueios no estado divididos em vários municípios.