Cidades perdidas da Amazônia: conheça as histórias de 5 cidades lendárias da região

peixe-post-madeirao

Cidades perdidas da Amazônia: conheça as histórias de 5 cidades lendárias da região

peixe-post-madeirao
cidades_perdidas

As várias cidades perdidas da Amazônia fazem parte de um conjunto de lendas, misturadas à alguns dados científicos e históricos, cujas histórias podem ou não serem verdadeiras, uma vez que não são comprovadas.

As várias cidades perdidas da Amazônia fazem parte de um conjunto de lendas, misturadas à alguns dados científicos e históricos, cujas histórias podem ou não serem verdadeiras. Afinal suas existências ainda não foram comprovadas.

Akakor

A lenda surgiu quando o autoproclamado chefe indígena Tatunca Nara passou a contar história da cidade perdida no subterrâneo da floresta. Segundo a lenda, Akakor guarda segredos que podem desvendar o mistério de ‘El dorado’, um lugar que abrigava uma grande quantidade de ouro.

Sua civilização teria sido fundada em 13 mil a.C. (antes de Cristo) por brancos de cabelo e barba negra-azulada que seriam extraterrestres vindos de um sistema solar chamado Schwerta e eram semelhantes a humanos, exceto por terem seis dedos.

Leia a história completa: Cidade perdida de Akakor: conheça os mistérios que giram em torno da lenda

 

Foto: Indiana Jones e o reino da caveira de cristal/Reprodução

Cidade perdida de Z

Descoberta em 1912 por um explorador britânico, a cidade pré-colombiana trouxe o desaparecimento de Percy Fawcett, a história que inspirou a criação da famosa série de filmes ‘Indiana Jones’.

A lenda ao redor dessa história, fala sobre um naufrágio que aconteceu no século XVI, onde um português chamado Diego Álvares é o único sobrevivente, sendo salvo por indígenas tupis. O português acaba sendo inserido na cultura dos nativos, depois de meses, conseguindo se comunicar e aprendendo o seu idioma.

Cerca de 200 anos depois, desde o surgimento dessa possível história, o naturalista Manuel Ferreira Lagos, encontrou em um canto da Livraria Pública da Corte, um manuscrito datado com aproximadamente 100 anos, conhecido como o ‘Manuscrito 512’. Era uma carta de um bandeirante que estava há anos em busca das minas de Muribeca.

Leia a história completa: Quem a procura, nunca mais volta: conheça a história da misteriosa Cidade Perdida de Z

 

Primeira página do manuscrito. Foto: Reprodução/Fundação Biblioteca Nacional

Cidade do ano 3000

A região que abrigaria a cidade perdida é formada pelas cidades de Santarém (PA), Manaus (AM) e Porto Velho (RO), que juntas formam um triângulo. Os pilotos ao passarem por essa região avistam uma cidade gigantesca e futurista, apelidada por eles como a cidade de Buck Rogers, ou a cidade do ano 3000.

Segundo esses relatos, a cidade possui edificações cilíndricas brilhantes e outras em forma de cúpula, com estradas e vias de acesso em espiral.

Outro fato intrigante que também ocorre na mesma região, é que diversas vezes já foram observados Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs) acompanhando voos, sendo alguns desses casos fotografados pelos pilotos dos aviões envolvidos.

Leia a história completa: Você já ouviu falar do triângulo da Amazônia? Conheça a lenda da cidade futurista do ano 3000

 

Foto: Reprodução / Google Earth

Paititi

Também conhecida como a ‘Cidade de Ouro dos Incas’, a primeira vez que se ouviu falar da lenda de PaitIti, foi em 1995, divulgada pelo arqueólogo Oscar Nunez del Prado. Segundo ele, acredita-se que ela tenha sido fundada pelo herói Inkari, que emergiu das águas do lago Titicaca e também fundou o Q’ero e Cuzco, após isso, passou a viver o resto de seus dias em Paititi.

Essa lenda é a que mais faz referência com a de ‘El Dorado’, além de possuir referências de algumas escritoras espanholas do século XVI.

Leia a história completa: Paititi: ‘A cidade do ouro dos Incas’ no meio da Amazônia Peruana

Ratanabá

A história de Ratanabá, na Amazônia brasileira, é sobre a existência de uma cidade futurista – escondida – que guarda a suposta “capital do mundo”, relacionada às origens da humanidade.

De acordo com a teoria, existe uma rota de túneis subterrâneos que se estenderiam por toda a América do Sul e se ligariam à cidade futurista, supostamente a mais desenvolvida e rica como jamais visto.
Essa “Capital do Mundo” teria existido há 450 milhões de anos e hoje estaria enterrada no Estado do Mato Grosso, na Amazônia brasileira.

Leia a história completa: Ratanabá, a cidade perdida da Amazônia que esconde ‘a capital do mundo’

Estrutura geométrica encontrada na floresta onde se localizaria Ratanabá. Foto: Reprodução/Google Earth
Fonte: Portal Amazônia