“Casa da Mulher Brasileira é necessária para Rondônia”, diz Cláudia de Jesus

peixe-post-madeirao-48x48

“Casa da Mulher Brasileira é necessária para Rondônia”, diz Cláudia de Jesus

peixe-post-madeirao

Mais de 200 mulheres foram vítimas de violência doméstica em Rondônia nos primeiros cinco meses de 2023. Entre todas as federações, o estado tem o segundo maior índice de feminicídios. Para oferecer suporte às vítimas, em abril deste ano, a deputada estadual Cláudia de Jesus (PT) esteve em Brasília (DF) no Ministério das Mulheres, onde pediu a instalação da Casa da Mulher Brasileira para Porto Velho e Ji-Paraná. A deputada teve a garantia de que logo as obras serão construídas com toda estrutura necessária.

“Fizemos um diálogo com o governo Lula, onde falamos que a Casa da Mulher Brasileira é necessária para Rondônia como forma de proteger, acolher e orientar as vítimas de violência”, disse a deputada.

A bancada feminina estadual composta pelas deputadas Dra. Taíssa (PSC), Rosângela Donadon (União Brasil), Gislaine Lebrinha (União Brasil) e Ieda Chaves (União Brasil) também defendem a mesma pauta. Cláudia já havia solicitado do governo estadual mais ações de proteção para as mulheres.

O que é?

A Casa da Mulher Brasileira é uma inovação no atendimento humanizado às mulheres. No mesmo espaço é possível encontrar serviços especializados para os mais diversos tipos de violência contra as mulheres: acolhimento e triagem; apoio psicossocial; delegacia; Juizado; Ministério Público, Defensoria Pública; promoção de autonomia econômica; cuidado das crianças – brinquedoteca; alojamento de passagem e central de transportes.