Seis capitais ficam sem aplicar vacina por falta de doses

peixe-post-madeirao

Seis capitais ficam sem aplicar vacina por falta de doses

peixe-post-madeirao
Vacinação contra a gripe começa nesta segunda em Porto Velho

Por falta de imunizantes, ao menos seis capitais do país atravessaram esta sexta-feira (16) sem aplicar uma única primeira dose na vacinação contra a covid-19.

A situação ocorre em quatro capitais do Nordeste — Salvador (BA), Maceió (AL), São Luís (MA) e João Pessoa (PB) —, uma do Centro-Oeste (Goiânia-GO) e uma do Norte: Rio Branco, no Acre. Em todas as cidades, a mesma justificativa: faltam doses.

Palmas, no Tocantins, também não imunizou um único morador com a primeira dose nesta sexta, apesar de ter doses. De acordo com informação obtida na página da prefeitura no Facebook, para aproveitar os funcionários sem interromper os demais trabalhos das unidades de saúde, há uma escala na cidade com os dias em que ocorre a campanha contra a covid-19. Hoje, não. Amanhã, sim.

“As unidades estão atendendo toda a rotina normal, inclusive com as vacinas do calendário básico. Com isso, a formação de equipes vacinadoras para atuar nas ações depende de organização prévia para não comprometer o trabalho de rotina dessas unidades”, explicou o responsável por responder as mensagens da rede social. A assessoria de imprensa do município não retornou os contatos da reportagem.

As particularidades de cada capital reforçam a falta de uniformidade e coordenação em uma campanha que deveria ser nacional. Cada estado imuniza seguindo suas próprias regras. João Pessoa, na Paraíba, mesmo com o trabalho paralisado, já aplica CoronaVac ou AstraZeneca, únicas opções no Brasil, em pessoas com 57 anos. São Paulo, que ainda não parou, está convocando cidadãos 10 anos mais velho. Fonte: R7