Anderson repudia forma covarde em que policial penal foi morto em Porto Velho

peixe-post-madeirao

Anderson repudia forma covarde em que policial penal foi morto em Porto Velho

peixe-post-madeirao
anderson

Durante discurso na tarde de terça-feira (31), o deputado estadual Anderson Pereira (Republicanos) lamentou e repudiou a forma covarde com que tiraram a vida do policial penal André Monteiro Almeida, de 38 anos, em tentativa de assalto, na noite de sexta, em Porto Velho.

O policial estava com a família em casa quando o criminoso, um adolescente de 15 anos, encapuzado, invadiu o local e anunciou o assalto. André teria reagido e houve troca de tiros. O policial penal foi assassinado a tiros e o filho dele, uma criança de apenas 6 anos, foi baleado na mão direita.

“O que nos revolta, não só os policiais penais, mas todos os agentes que compõem a segurança pública, é que esses criminosos, membros de facções criminosas, estão recrutando menores de idade, justamente por saber que a lei penal é branda para eles, para cometerem esses crimes. Eles praticam assaltos, latrocínios e quando vão presos, em menos de um ano já estão nas ruas comentando os mesmos crimes, isso precisa mudar”, destacou Anderson Pereira.

“Se os membros da segurança pública vivem na insegurança, imagine quem não é da segurança. Precisamos rever os conceitos sobre segurança pública, discutir a maioridade penal para endurecer cada vez mais as leis sobre menores que praticam crimes contra a vida”, acrescentou.