Browse By

Projeto do Centro Integrado de Comando e Controle de Rondônia é colocado em pauta na Senasp

No intuito de acelerar a criação do Centro Integrado de Comando e Controle do Estado de Rondônia foram apresentados, nessa quinta-feira (19), os principais pontos do projeto, pelo capitão BM Andrey Vinícius Ribeiro Vaz ao coordenador-Geral do Sistema Integrado de Comando e Controle da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), Wanius de Amorim e sua equipe técnica.
A partir do modelo de layout físico exemplificado pela Senasp foi elaborado pela equipe do capitão Andrey, uma planta com a disposição das salas de controle e acompanhamento, tendo como base um espaço no prédio da Secretaria de Finanças do Estado de Rondônia (Sefin).

Layout

A gerente de projetos da Diretoria de Operações da Senasp, Débora Nogueira, explicou que o layout não precisa ser exatamente igual ao que fora encaminhado ao governo de Rondônia, porém precisa ter as mesmas funcionalidades. “A disposição que está descrita no material, está muito bem feita e pouca coisa precisará ser alterada para seguir as normas da Senasp”, afirmou.
Além do projeto arquitetônico, o documento apresentado também enumera os itens necessários à implementação da infraestrutura tecnológica do local. A equipe da secretaria de segurança explicou que a maioria dos equipamentos poderá ser encaminhada pela Senasp. Wanius esclareceu que o órgão tem um escopo de itens de tecnologia definido. Segundo ele, será um esforço de compra que às vezes pela tramitação legal pode demorar, porém a agilidade na qual percebeu a entrega do material mostra uma celeridade muito grande. “Rondônia é um dos estados de fronteira, portanto tem prioridade no projeto e a celeridade que vocês demonstraram agora será fundamental para o sucesso do centro integrado”, ressaltou.
O capitão BM José Constantino da Silva Junior afirmou que no Programa Integrado de Desenvolvimento e Inclusão Socioeconômica (Pidise) em Rondônia possui recursos destinados à segurança pública, que podem ser alocados para aquisição dos equipamentos, que não serão enviados pelo governo federal.

Equipes técnicas

Ao final, o superintendente de Integração do Estado de Rondônia em Brasília (Sibra), Carlos Terceiro agradeceu em nome do governador Daniel Pereira e solicitou que as equipes técnicas do Senasp e de Rondônia elaborem um termo que elenque todas as modificações necessárias ao projeto, tanto o refinamento do layout quanto os itens de tecnologia para que o projeto tenha mais celeridade.
Também participaram da reunião, os colaboradores eventuais de T.I. da Senasp, Edilson do N. Santiago e Ricardo Nunes de Lucena, além do colaborador eventual de Operações Integradas, Odeilso Ximenes Muniz.