Browse By

Grupo técnico apresenta a empresários potencial da produção de pescado em RO

O Grupo Técnicio Multi Institucional da Cadeia Produtiva do Pescado de Rondônia, instituído em 2016 pelo governo de Rondônia, apresentou na quinta-feira (15) a empresários de São Paulo o potencial da produção de pescado no Estado, que no ano de 2016 ficou em 90.363 toneladas.

O GT, composto por cinco membros, reuniu-se com o vice-governador Daniel Pereira, empresários Orlando Palocci (Grupo Minerva) e Itelvino Donizete de Oliveira, que atua no ramo de alimentos e confecções em São Paulo e cria gado em Goiás.  Na reunião esteve o secretário-executivo da Superintendência de Desenvolvimento Econômico e de Infraestrutura (Sedi), Pedro Teixeira.

Membro do grupo, a bióloga Ilce Santos Oliveira, da Sedi, apresentou as principais regiões produtores de pescado; potencial hídrico; técnicas de criação do peixe amazônico; existência de frigoríficos e base de processamento do pescado; informes sobre legislação e existência de fábrica de ração entre outros dados.

Viveiros

A produção de 2017 do pescado rondoniense, que não para de crescer através do cultivo em viveiros escavados, está sendo contabilizada e em breve será revelada, segundo Ilce Santos. De acordo com a técnica da Sedi, a Agência Nacional de Águas (ANA) estima que o potencial de criação de pescado nos lagos formados pelas usinas de Jirau e Santo Antônio em Porto Velho é de 800 mil toneladas por ano.

Daniel Pereira destacou o papel da piscicultura na economia de Rondônia, e disse que a produção de 2010, em torno de 10 mil toneladas, é hoje consumida em creches, escolas e penitenciárias. “É uma política adotada pelo nosso governo, e que está na direção não apenas de oferecer alimento saudável para nossos alunos, mas estimular o consumo de peixe no próprio Estado, que é baixo ainda,” disse o vice-governador.

Destaque

A produção de peixe em cativeiro em Rondônia se concentra nas regiões do Vale do Jamari (com destaque para Ariquemes); central (Ji-Paraná é o destaque) e zona da mata (Pimenta Bueno a maior expressão).