Situação de crise no Assentamento Dois Amigos é pauta em Comissão

A Comissão de Agropecuária e Política Rural da Assembleia Legislativa, composta pelos deputados Lazinho da Fetagro (PT) e Ribamar Araújo (PR), debateu ontem a situação do Assentamento Dois Amigos, localizado na linha 29-a, 45 km de Nova dimensão.

Os membros do assentamento, Lauro, Marcos Carvalho e Reginaldo Oliveira apontaram que constantemente estão sendo ameaçados para deixarem a região. “Vivemos e tiramos o nosso sustento daquela área e vivemos na insegurança e com medo, até as mulheres, crianças e idosos estão sendo ameaçados. Nunca recebemos uma ordem de despejo e eles querem fazer uma reintegração de terra da forma que acham melhor, não conforme a lei”, diz Marcos.

Lauro aponta que eles buscam apoio das autoridades locais para continuarem na área, tendo em vista que já cuidam do local e cultivam parte dos seus alimentos naquela terra: “Temos plantações e criamos animais de pequeno porte para garantir nosso sustento. Até moradores de áreas legalizadas estão sendo ameaçados”.

Representando a Secretaria de Estado da Segurança Pública, Defesa e Cidadania (Sesdec), o comandante da Polícia Militar, coronel Mauro Ronaldo Flores Corrêa, explicou que as rondas foram intensificadas e que a parte de inteligência vem realizando um trabalho minucioso, que não pode ser divulgado.

Segundo Maria Petrolina Neto, integrante da coordenação da Pastoral da Terra de Rondônia, a violência que atingem o assentamento é muito preocupante e precisa de providências definitivas, entre elas uma ação de busca e apreensão de armas ilegais.

Lazinho afirmou que convidará o secretário para uma reunião fechada no dia 13. “Acredito que a polícia não possa divulgar o que está sendo investigado, dessa forma vamos tentar novamente contato com os representantes da segurança pública de Rondônia, para que eles nos deem ao menos um resumo das ações”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *