Preso suspeito de executar diretora de posto de saúde de Candeias

Erivaldo Resende de Meireles, de 51 anos, foi preso pela Polícia Civil de Candeias do Jamari, na terça-feira (4), suspeito de ter executado a ex-esposa, Edna Braz Nobrega de Lima, 44, com um tiro na cabeça, no dia 16 de julho deste ano. Edna era diretora do posto de saúde do distrito de Triunfo.

Segundo a linha de investigação dos policiais, o suspeito executou a ex-esposa por não aceitar o fim do relacionamento. Erivaldo foi preso em Porto Velho, na casa de familiares. Segundo a delegada Keity Mota Soares, o suspeito havia sido ouvido no dia da morte, mas a versão de Erivaldo não foi sustentada e a união dos elementos investigativos apontou como o principal suspeito.

Com o inquérito em andamento, foi decretada a prisão preventiva do suspeito e após 10 dias, o caso será enviado para o Ministério Público e Judiciário, para posteriormente ser julgado.

Relembre o caso

A diretora do posto de saúde do distrito de Triunfo, foi executada na manhã do dia 16 de julho, em Candeias do Jamari, a 20 quilômetros da capital. Edna foi encontrada morta dentro do próprio veículo com um tiro na cabeça.

De acordo com as informações da Polícia Civil, um caminhoneiro que passava pelo local encontrou a mulher ensanguentada dentro do veículo que estava estacionado no acostamento.

Ele acionou uma equipe de resgate e a vítima chegou a ser encaminhada para o Pronto Socorro do Hospital João Paulo II, porém no percurso, Edna não resistiu. O corpo então foi levado para a Unidade de Saúde Aristides Pantoja Limueira, em Candeias do Jamari.

Ainda de acordo com os policiais, a bolsa e o celular da vítima não foram encontrados dentro do carro, o que caracterizaria um possível latrocínio, roubo seguido de morte. Fonte: SGC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *