Browse By

Sepultado o ex-deputado federal, pastor e advogado Agnaldo Muniz, morto em acidente na BR-319

O corpo do pastor e ex-deputado federal Agnaldo Muniz foi velado, ontem, durante o dia, no templo sede da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Porto Velho. Pelo local passaram diversas autoridades tanto políticas quanto religiosas. Muniz morreu na noite de domingo, em um acidente na BR-319.
A morte de Agnaldo, que já foi deputado federal em duas ocasiões, resultou em bastante comoção nas redes sociais. Muitas pessoas fizeram postagens no FaceBook lamentando o corrido e dando votos de solidariedade aos familiares. Agnaldo estava, há alguns anos, na presidência da UMADERON – União da Mocidade da Assembleia de Deus em Rondônia.
O cortejo fúnebre deixou a sede da Igreja Evangélica Assembleia de Deus pouco antes das 16h e seguiu para o sepultamento.

Acidente

O ex-deputado morreu na tarde deste domingo (01) em um acidente de carro na BR-319, na saída de Porto Velho para Humaitá.
Muniz transitava pela rodovia quando ao passar por um trecho com água acumulada, a caminhonete aquaplanou – deslizou sobre lâminas de água -, fazendo com que Agnaldo Muniz perdesse o controle da direção, levando o veículo para fora da BR.
Após percorrer alguns metros, a caminhonete colidiu em um poste e capotou por diversas vezes e o teto foi amassado, causando graves ferimentos ao motorista, que morreu na hora. O outro ocupante do veículo, identificado como sendo Valdecir Aparecido Pedroso Pontes, que segundo informações seria caseiro na propriedade rural pertecente a Aguinaldo, foi socorrido com ferimentos leves.
Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), incluindo um médico, e do Corpo de Bombeiros foram ao local, mas nada mais pôde se fazer para salvar a vida de Agnaldo Muniz, que usava cinto de segurança no momento do fato. O corpo foi retirado do veículo e levado para o Instituto Médico Legal, em Porto Velho.

Despedida

Agnaldo morreu aos 48 anos de idade. Ele deixou a esposa e três filhos ainda menores de idade. Fonte: SGC