Seminário e comemora avanços em aniversário de instauração do Detran em Rondônia

Em comemoração aos 32 anos de instauração no Estado, o Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran-RO) realizou o II Seminário “Nosso trânsito, Nossas Vidas”, que teve por objetivo promover discussões sobre políticas de segurança para um trânsito mais seguro e humanizado através da educação.

  O evento trouxe as realidades sobre o trânsito do Estado, evidenciando os altos índices de acidentes que ocorrem principalmente com motociclistas, sendo seguidos por pedestres e demais agentes participantes. Para isso foi lançado no evento, no dia 31 de outubro, o Anuário de Estatística de Trânsito referente ao ano de 2017.

 O governador Daniel Pereira fez a abertura do evento apresentando a evolução e conquistas do Detran para a população rondoniense. O Diretor da autarquia, Paulo Francisco de Moraes Mota, explanou a importância do trabalho conjunto dos servidores e as metas atingidas.

Construção

 A Diretora do Detran do Acre, Shirley Torres de Araújo, vice-presidente da Associação Nacional dos Detrans (AND), enalteceu o trabalho do Detran de Rondônia e a importância da realização do seminário para a construção de aspectos norteadores de redução da violência no trânsito.

O palestrante Rodrigo Ramalho, consultor de trânsito, abordou dados mundiais que alertam sobre a violência ao volante e possíveis soluções, destacando o trabalho da equipe de educação de trânsito como vetor de mudança através da conscientização.

Em seguida foi lançada no evento a versão eletrônica do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), nova função integrada ao aplicativo Carteira Digital de Trânsito, com o qual o condutor já pode acessar o documento juntamente com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no formato digital, que hoje, podem ser apresentados no lugar do documento físico.

CNH falsa

À tarde foram ministradas as palestras de Daniel Nogueira Lustosa e Ana Júlia Frazão, que abordaram temas sobre como identificar documentos falsos, a importância de se conhecer uma CNH falsa e como combater essa prática ainda vigente. A palestrante, por sua vez, enfatizou a relação dos acidentes provocados no trânsito com o uso de drogas e os efeitos que elas causam no organismo.

 O magistrado Oscar Francisco que atua na 3ª Vara Criminal e Penal de Ji-Paraná, abordou mobilidade urbana e explicou como o Poder Judiciário e demais órgãos podem colaborar com práticas para diminuir o crescimento da violência no trânsito.

Peritos

 O evento foi finalizado com uma mesa redonda com o Juiz Oscar Francisca, os peritos criminais Ana Julia Frazão e Daniel Nogueira, da Polícia Técnico-Científica de Rondônia (Politec), e o Coordenador Iremar Lima da Coordenadoria do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito do Detran-RO (Renaest), que trouxeram o debate aprofundado sobre a realidade do trânsito Rondoniense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *