Sebrae destaca importância do consumo consciente

Tomando por base a pesquisa realizada pelo Instituto Akatu em 2018, a analista Vanessa Brito, do Centro de Sustentabilidade do Sebrae no Mato Grosso, tem sua atenção voltada às empresas que cuidam das pessoas, porque elas agradam os consumidores e as marcas são observadas neste sentido. Segundo Vanessa, o Instituto Akatu é uma organização não governamental sem fins lucrativos criada em 2001 que trabalha pela conscientização e mobilização da sociedade para o consumo consciente. O instituto é apoiado por 150 empresas e organizações internacionais.

De acordo com o Instituto, há um interessante particular por parte desses consumidores nas empresas que, além de contribuir para o bem-estar da comunidade onde estão situadas, oferecem boas condições de trabalho. Com essa visão, os clientes estão mais propensos a comprar produtos de empresas que oferecem alternativas sustentáveis; embora, segundo a pesquisa, o preço alto de tais mercadorias, a falta de informação e a pouca oferta são as principais barreiras para o consumidor brasileiro.

Qualidade

Os analistas do Sebrae em Rondônia sempre orientam empresários e gestores a se preocuparem com a qualidade de seus produtos, principalmente na inovação, para que não sejam esquecidos os referenciais de sustentabilidade. 

O consumo consciente oferece nova orientação para aquisição de bens e serviços e considera a necessidade de atender os principais desejos dos clientes. O resultado da pesquisa Akatu 2018 mostrou que o brasileiro tem mais afinidade com a sustentabilidade do que com o consumo.

No dia 15 de outubro, dia dos professores, o Sebrae em Rondônia também comemora o dia do consumo consciente, e por esta razão está realizando junto a seus colaboradores a campanha de doação de roupas para atender aos mais necessitados. 

Para o Sebrae, o consumo consciente vem junto com a sustentabilidade e, para não descartar roupas em condições de uso, está mobilizando seu público interno a fazer doações. Essas roupas serão encaminhadas às instituições que amparam menores e pessoas com dificuldades financeiras. 

Essa iniciativa se iniciou com o painel de campanha interna em que os colaboradores vestiam a figura de um casal com roupas imantadas, cujo objetivo era despertar a curiosidade para as roupas oferecidas ao casal. No dia do consumo consciente foi apresentada a proposta de vestir pessoas em lugar de figuras.

consumo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *